LEDs com baixo consumo de energia (Fonte da imagem: Jan Petykiewicz, Escola de Engenharia de Stanford)

Pesquisadores do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade de Stanford e do Departamento de Energia dos Estados Unidos revelaram um novo experimento com LED projetado em nanoescala que melhora em duas mil vezes a eficiência de energia. O artigo sobre o desenvolvimento do novo LED foi publicado na Nature, uma das mais importantes revistas científicas do mundo.

O consumo de energia é de apenas 0,25 femto-joules por bit, muito menos que os modelos atuais, que consomem 500 femto-joules por bit. Mesmo com baixo consumo de energia, o chip de LED deve ser capaz de executar transferências a uma velocidade de 10 Gb/s.

A velocidade de dados é alcançada através da utilização de um "modo único" de LED. Os modelos atuais emitem luz em várias faixas de frequência, enquanto o novo experimento dos pesquisadores emite uma única frequência de luz.

A nova tecnologia é projetada para uma próxima geração de chips de computador, tornando a computação ótica viável, além de gastar muito menos energia.

Cupons de desconto TecMundo: