Você sabia que é possível mudar a cor de fontes de luz como LEDs e lasers simplesmente resfriando-os? A diferença, na maioria dos casos, é pequena demais para ser facilmente notada por nossos olhos, contudo. Mas um experimento feito no canal do YouTube styropyro veio mostrar como esse fenômeno ocorre – e de um jeito de uma pessoa consegue ver de maneira bastante evidente.

A solução para isso é simples: basta resfriar a fonte de luz a uma temperatura muito mais baixa do que normalmente é possível atingir. Para tal, tanto lasers quanto LEDs são submersos no bom e velho nitrogênio líquido; como resultado, por sua vez, uma luz amarela muda para um verde tão forte que mais parece um líquido radioativo saído dos filmes de cinema, enquanto uma fonte vermelha torna-se azulada (apesar de isso não ser captado pela câmera).

Confira a explicação dada para o fenômeno, na descrição do vídeo:

“Este experimento funciona pela utilização de nitrogênio líquido para resfriar o semicondutor a -196° C, roubando dele muito de sua energia termal. Isso faz com que a energia da ‘lacuna de banda’ aumente, por sua vez aumentando a energia de fóton emitida e diminuindo a largura de onda da emissão”.

Para quem não entendeu a explicação, pode-se dizer, em resumo, que a temperatura do semicondutor usado na luz dos LEDs e lasers afeta diretamente a maneira como as ondas de luz se comportam. Quanto mais frio, maior é o tamanho das ondas geradas, o que resulta em uma diferença na cor da luz.

Cupons de desconto TecMundo: