Fonte da imagem: Reprodução/TechOn

Esta semana, no Japão, a Panasonic anunciou seu mais novo modelo de lâmpada LED. O novo produto simula a distribuição de luz até agora obtida apenas pelas lâmpadas incandescentes. Com isto, os executivos pretendem aumentar a participação neste mercado.

Até agora, as lâmpadas incandescentes ainda não foram totalmente substituídas e, para os engenheiros da Panasonic, isso se deve à sensação de conforto propiciada pelo tipo de luz e suas formas. A empresa vem tendo dificuldades ao tentar ampliar suas vendas em frente a esta concorrência e, por isso, lança a nova linha da série Everleds.

O diferencial do produto está na distribuição de luz: assim como as lâmpadas incandescentes, o novo modelo conta com um ângulo maior de distribuição de luz. Para obter esta distribuição em 300°, foi necessário criar um bulbo que abriga um conjunto de iluminação LED, organizado em forma circular, além de dois pequenos refletores que ampliam a dissipação da luz.

O novo modelo estará disponível no mercado em duas opções: uma delas simula a temperatura da luz incandescente, enquanto a outra tem um aspecto mais “natural”. Junto à nova lâmpada, a empresa lançou um lustre especial, que conta com um sistema de chips acoplados a sensores de iluminação.

Fonte da imagem: Reprodução/TechOn

Com isso, a quantidade de luz emitida pelo equipamento é apenas complementar à iluminação ambiente. O resultado é uma fonte de luz mais barata e ecologicamente correta. O preço estimado de lançamento do conjunto é de US$ 600.

Os executivos da Panasonic estão otimistas com os novos projetos da empresa: eles acreditam que devem abocanhar 50% das 18 milhões de vendas de lâmpadas LED esperadas para 2011 no país.