A tradição da Kingston em componentes de armazenamento a levou a uma posição privilegiada no mercado de discos de estados sólidos.

Graças às suas tecnologias, a empresa se destaca entre as tantas marcas concorrentes e oferece produtos de altíssima qualidade, como a linha de componentes SSDNow.

Recentemente, nós recebemos o Kingston SSDNow V310 de 960 GB. De acordo com a fabricante, este modelo de alto desempenho é capaz de alcançar taxas de transferência de dados comprimidos de até 450 MB/s. Nós passamos alguns dias rodando benchmarks com o aparelho e agora trazemos nosso veredito.

Especificações

  • Modelo: SV310S37A/960G
  • Capacidade: 960GB
  • Interface: SATA III
  • Controlador: Phison 3108
  • Leitura: 450 MB/s
  • Gravação: 450 MB/s
  • Desempenho 4KB leitura aleatória: até 40.000 IOPS
  • Desempenho 4KB escrita aleatória: até 20.000 IOPS
  • Extra: acompanha case USB
  • Dimensões (L x C x E): 6,98 x 10,01 x 0,70 cm

Para uso interno ou externo

Muitos drives de estado sólido são projetados para uso exclusivo como componente primário ou secundário do computador, de forma que eles trazem apenas cabo SATA e parafusos para a instalação no interior do gabinete. Entretanto, considerando a grande capacidade de armazenamento deste produto, a Kingston optou por um esquema diferenciado que dá mais versatilidade ao produto.

Dentro da embalagem, nós encontramos um case USB que vem preparado para adaptar o padrão SATA e o cabo de energia para o conector USB. O encaixe é simplificado e há uma tampa que garante a segurança do dispositivo.

Após instalar o SSD dentro do compartimento, você pode levar seus arquivos de um lado para outro sem ter que ficar abrindo o computador para ter acesso aos dados. Obviamente, o desempenho do SSD fica limitado às capacidades da porta USB, mas é possível obter ótimos resultados quando utilizado o produto em uma porta USB 3.0.

Testes de desempenho

Nós realizamos diversos testes com o SSD, rodando aplicativos específicos e benchmarks próprios para a medição de desempenho. Para completar, o colocamos ao lado de outros modelos para que seja possível ter uma base de comparação.

Importante: para fins de comparação, utilizamos SSDs de tamanho e modelos diferentes durante os testes, algo que pode impactar levemente nos resultados. A diferença entre os testes também é relacionada ao tipo de data sendo transferida para a unidade: compressível ou incompressível. Algumas controladoras não compactam os dados antes da gravação, o que aumenta a velocidade, mas degrada mais rápido os chips de memória.

No caso do SSD testado (e da maioria dos modelos que utilizam chips SandForce), existe a compressão de dados, por isso os resultados devem ser influenciados por isso quando os testes tratarem de dados incompressíveis (não compactáveis).

Máquina de testes

  • CPU: Intel Core i7-3930K @ 3.800 MHz
  • Placa-mãe: EVGA X79 SLI
  • Memória: 16 GB RAM quad-channel G. Skill Sniper DDR3 2133
  • Fonte: Corsair AX1500i
  • Sistema: Windows 8.1

Cópia de arquivo

Na tentativa de tentar evidenciar os resultados práticos do Kingston SSDNow V310 no dia a dia, nós rodamos um teste de cópia de arquivo. Trata-se de uma verificação bastante simples, mas que pode ser a mais interessante para você que pretende apenas levar dados de um computador para outro.

Neste teste, nós criamos uma pasta dentro do drive e copiamos um arquivo de vídeo de 3,55 GB para dentro dela. Depois, copiamos esse mesmo arquivo para uma segunda pasta, na mesma unidade. Para coletar os dados, utilizamos o aplicativo TeraCopy, que apresenta um relatório detalhado ao término do processo e não utiliza dados em cache, o que poderia comprometer o resultado final.

ATTO Disk Benchmark

O ATTO Disk Benchmark é um aplicativo simples que mede a transmissão de arquivos de vários tamanhos diferentes para calcular o desempenho do disco. O programa utiliza dados compressíveis e sequenciais, o que garante a velocidade máxima teórica, inclusive com controladoras que utilizam a compressão de dados.

Contudo, é importante lembrar que esses resultados não refletem exatamente o uso real do aparelho, já que nem sempre a máquina trabalha com dados sequenciais.

CrystalDiskMark

CrystalDiskMark é um software de testes que trabalha com diferentes modos de transmissão, incluindo a gravação e leitura de arquivos sequenciais e randômicos de tamanhos variados.

O software utiliza dados incompressíveis, o que pode resultar em uma queda no desempenho em alguns SSDs. Esse tipo de teste reflete resultados mais próximos ao uso do drive no dia a dia.

HD Tune

O HD Tune mede a velocidade de leitura do drive de duas formas diferentes: primeiro, as velocidades máxima e mínima de transmissão; em seguida, a velocidade média de acesso aos arquivos. O software utiliza dados compressíveis durante o benchmark.

PCMark 8 - Storage

O PCMark 8 é desenvolvido pela Futuremark, empresa especialista em aplicativos de benchmark para várias plataformas. Para medir o desempenho do disco (ou SSD), o PCMark trabalha com uma série de testes diferentes simulando operações de trabalho com aplicativos Adobe e Microsoft, além de games. Desta forma, é possível ter uma noção de como a unidade de armazenamento trabalha no dia a dia.

Vale a pena?

Apesar de focar no segmento de alta performance, conforme pudemos concluir em nossos testes, este SSD não conseguiu cumprir sua tarefa com louvor. Em algumas verificações, o Kingston SSDNow V310 até ofereceu bom desempenho, mas, no geral, ele ficou abaixo de nossas expectativas.

Em questão de capacidade de armazenamento, este modelo é perfeito para usuários que trabalham com grande volume de dados. A possibilidade de utilizá-lo como dispositivo de armazenamento externo também é um fator que deve ser levado em conta, já que dá versatilidade ao produto.

Pesando todos os prós e contras, é complicado compreender o motivo para a Kingston ter colocado seu dispositivo em uma faixa de preço tão elevada. Os valores deste modelo no Brasil estão astronômicos, o que acaba inviabilizando a aquisição para boa parte do público interessado.

Nas lojas internacionais, o Kingston SSDNow V310 custa aproximadamente 450 dólares, valor dentro da média para os componentes concorrentes. No Brasil, ele beira facilmente os 3 mil reais, sendo possível obter alguns preços mais camaradas em promoções.

Ainda que exista a desvalorização da nossa moeda e o encarecimento desse tipo de produto, não podemos dizer que temos aqui o melhor modelo levando em conta a questão do custo-benefício. Ele está com o valor acima de alguns concorrentes e não chega a oferecer a mesma performance, de forma que não podemos dizer que vale o investimento.

Cupons de desconto TecMundo: