Kinect pode ajudar em cirurgias robóticas.

Fonte da Imagem: Microsoft

Estudantes de Engenharia da Universidade de Washington utilizaram o Kinect, da Microsoft, com um propósito bem diferente de jogos e diversão. De acordo com o "The Daily of the University of Washington", periódico da universidade, os estudantes adaptaram o periférico a fim de utilizá-lo em cirurgias robóticas.

O intuito é dar aos cirurgiões respostas de toque mais precisas. Atualmente, eles utilizam controles que parecem joysticks, no entanto, não têm a sensação precisa do que estão fazendo, onde estão tocando. Se o instrumento esbarra em algo sólido, ele para, mas não o controlador.

O projeto é parte de uma pesquisa maior com o intuito de aprimorar métodos de cirurgias robóticas, tornando-as mais confiáveis e práticas para que médicos operem pacientes distantes, em cidades isoladas.

“O que estamos fazendo é utilizar essa noção para informar ao cirurgião algo como ‘Fique longe desse espaço’”, afirma Howard Chizeck, professor de Engenharia Elétrica da universidade.

A solução foi proposta pelo estudante de Engenharia Elétrica Fredrik Ryden. Ele elaborou um código que possibilitou ao Kinect mapear e reagir a ambientes em três dimensões, enviando informações espaciais de volta ao usuário, neste caso, o cirurgião.

O código estipula limites para onde o instrumento pode chegar. Ao atingir um osso, ele seria capaz de parar automaticamente. “Poderíamos basicamente definir um campo de proteção para o fígado, por exemplo. Se o cirurgião se aproximar demais, o fígado estaria protegido e não seria cortado”, afirma Chizeck.

Ryden desenvolveu o sistema em apenas um fim de semana. O Kinect é muito mais barato e acessível do que outras soluções propostas. Antes da ideia do Kinect, um sistema parecido custaria algo em torno de US$ 50 mil, de acordo com Chizeck.

No momento, é necessário reduzir o tamanho dos sensores a uma escala adequada para propósitos cirúrgicos. A resolução do vídeo também precisa ser aprimorada para este fim.

Cupons de desconto TecMundo: