Tecnologicamente falando, a sala da sua casa está cada dia menor. Não se trata de nenhuma nanotecnologia oculta nas paredes que revestem o ambiente, mas sim dos equipamentos que a ocupam. Os eletrônicos voltados ao entretenimento exigem cada vez mais espaço para seu funcionamento adequado, o que muitas vezes não coincide com a realidade das moradias.

A área de lazer está cada vez menor.

Há uma solução bastante simples para quem não conta com o espaço adequado: abrir mão das maravilhas da diversão moderna. Mas com o devido poder aquisitivo, quem seria capaz de resistir à enxurrada de entretenimento que alaga nossa sala de star? O Baixaki comenta o dilema da falta de espaço diante dos eletrônicos de última geração.

A formalidade imobiliária

O mais irônico é que, se por um lado os eletrônicos exigem de nós cada vez mais espaço, por outro, a planta dos edifícios dedica cada vez menos metros quadrados ao principal ambiente de lazer: a sala de estar. Entre as exigências da sociedade, está um cômodo dedicado aos ofícios (escritório), o aumento no número de vagas na garagem e a redução da área privativa. Quanto mais material é dedicado a uma construção, maior é seu preço final e, por consequência, menor é sua procura no mercado.

Quanto espaço você precisa na sala?

Como os imóveis tendem a se adaptar às exigências dos clientes, moradias com um bom planejamento já adotam um novo cômodo para contornar o problema. Se o local dedicado a recepcionar visitas já não atende mais às exigências do entretenimento moderno, por conta de suas cadeiras, mesas e sofás volumosos, a criação de um espaço dedicado ao lazer eletrônico (sala de TV) se torna cada vez mais essencial.

TVs cada vez maiores

Os televisores de tubo saem de cena e, com a popularização das tecnologias LCD, LED e Plasma, ocorre uma considerável expansão no tamanho das telas. Se 29 polegadas supriam o conforto de boa parte das salas brasileiras há dez anos, hoje encontramos as mesmas dimensões em um monitor e até o dobro disso na sala de estar.

No entanto, cada aparelho apresenta uma distância ideal para sua utilização que depende, principalmente, do tamanho da tela. Além de comprometer nossa percepção das imagens, sentar muito próximo de um televisor de tela grande pode prejudicar sua visão com o excesso de luminosidade.

Calcule o tamanho adequado da TV.

Pensando em seu bem estar, o Baixaki publicou um artigo com cálculos que auxiliam na previsão da tela mais adequada ao seu ambiente. Segundo a fórmula, deve-se multiplicar a distância do televisor até o sofá (em metros) por 12 para obter o tamanho em polegadas mais adequado. Para um televisor de 65 polegadas, por exemplo, seriam necessários ao menos 5 metros entre o espectador e o aparelho.

Qualidade de cinema

O cálculo acima não leva em consideração o espaço ocupado pelo hack, pelo próprio sofá ou mesmo por outros objetos que reduzem o espaço do cômodo. Entre esses, o sistema de som doméstico que simula uma sala de cinema (home theater) também compromete o volume do cômodo.

Home theater.

Assim como o televisor, não existe uma distância mínima obrigatória para o posicionamento dos alto falantes. No entanto, é preciso considerar que os espectadores precisam se posicionar entre as caixas de som para desfrutar de todo o potencial do sistema. Além de ocupar sua sala com pedestais, isso limita seu espaço.

Praticamente inofensivo

Mas tecnologia no entretenimento não se resume a sentar diante de uma tela. Ao contrário, cada dia mais ela está ligada a interação com o universo virtual. E para despertar nossos sentidos, o Nintendo Wii foi o primeiro console a adotar por padrão um controlador sensível a movimentos, conhecido como Nunchuck.

Como a leitura do instrumento é baseada apenas em seu posicionamento espacial, seus jogos recomendam que o jogador certifique-se de tomar uma distância segura de objetos e de outras pessoas. No geral, 1,5 metros de distância do televisor e mais uns 60 centímetros em torno do jogador garantem a integridade de tudo e de todos no ambiente.

Acontece que, quanto mais profunda a imersão no game, mais difícil se torna controlar a intensidade dos gestos. Além de lançar o joystick contra o televisor, acabamos por acertar anteparos que não havíamos previsto e mesmo outras pessoas em momentos de grande “empolgação”.

Para que você não considere essas informações exageradas, e aproveitando para dar algumas risadas, o site “Wii have a problem” se dedica a reunir relatos de acidentes reais envolvendo o console. Levando em consideração essas estatísticas, é melhor rever a distância de segurança na próxima vez em que for jogar seu Nintendo Wii.

Liberdade de movimentos

Embora menos frequentes, é claro que acidentes também ocorrem com o PS Move (controle sensível a movimentos do Playstation 3). Além dos sensores de posicionamento, o PS Move utiliza uma câmera para auxiliar no mapeamento dos movimentos. Embora não imponha limites para o posicionamento do jogador, é o periférico se comporta melhor com o enquadramento adequado da câmera.

PS Move.

Segundo os testes realizados pela equipe do Baixaki Jogos, a precisão do controlador se torna ideal a uma distância de 2,5 metros de distância entre o jogador e o conjunto com a TV e o PS Eye (câmera auxiliar do PS Move). Mais uma vez, o jogador precisa ainda de certo espaço para garantir sua liberdade de movimentos.

A tecnologia é espaçosa

O tão esperado Microsoft Kinect (conhecido também como Projeto Natal) finalmente foi lançado. Mas para a surpresa de alguns e decepção de outros, o periférico que transforma o corpo do jogador em controle exige um espaço considerável para seu uso adequado.

A distância mínima requisitada é de 1,8 metros do jogador até o aparelho. Mas além de não garantir a captação ideal dos movimentos, com menos de 2,5 metros, você não pode jogar na companhia de um amigo. Em suma, a distância mais apropriada para o uso do Kinect é entre 2,5 a 3 metros entre os jogadores e o sensor.