Desde seu lançamento, o sensor de movimento do Kinect tem sido usado a torto e a direito em todo tipo de aplicação. Dessa vez, dois americanos construíram um sistema capaz de mimetizar as ações humanas em um macaquinho de brinquedo. No fim, o resultado se parece com algo como um boneco de ventríloquo sem os fios.

Para concluir a ideia, Ralph Kistler e Jan M. Sieber retiraram toda a espuma do bichinho e o encheram com um esqueleto cibernético capaz de se comunicar com os sensores de movimento da plataforma. Mediando o processo, há um computador que analisa e converte os dados captados pela câmera em impulsos elétricos.

Um microcontrolador Arduino — protótipo especializado para esse tipo de interação — completa a estrutura do projeto. Como se percebe no vídeo, o macaquinho foi preso a um suporte com fios. Dessa forma, basta alguém se situar à frente dele e realizar alguma atividade para que a manobra seja copiada.

Embora ainda em fase embrionária, as aplicações para esse tipo de tecnologia prometem — imagine o quanto ela pode ser útil para o cinema, teatro, dança e, por que não, para vitrines e pontos de vendas que queiram se tornar mais interativos.

Cupons de desconto TecMundo: