A resolução de 4K (3840x2160 pixels) tem sido alardeado pela Rockstar Games como uma das características mais matadoras da versão para PC de Grand Theft Auto V, mas a produtora nunca divulgou os requisitos para que uma máquina consiga rodar o game nessa definição.

Por isso, o site GamersNexus fez um teste extensivo para descobrir essa informação, e o resultado é que a brincadeira não sai barato: somente as configurações top conseguem segurar o tranco.

Pelos testes, que foram feitos com uma CPU Intel Core i7-4790K, somente duas placas GTX 980 em paralelo conseguiram manter o jogo rodando a quase 60 quadros por segundo no Ultra. A taxa cai para 29 quadros em momentos mais intensos. Essa configuração sai por cerca de US$ 1,2 mil só com as GPUs (nos Estados Unidos).

Em setups com apenas uma placa de vídeo, a Titan X (12 GB) é a que se sai melhor, com média de 40 quadros por segundo. Baixando a complexidade para o High, aí essa GPU de US$ 1 mil consegue manter média de 63 quadros por segundo.

Abaixo de 4K

Nos testes com a resolução 1440p no Ultra, três configurações conseguem média superior a 60 quadros por segundo: duas GTX 980 em paralelo, Titan X (12 GB) e GTX 980 (4GB). A 1080p (também no Ultra), a R9 290X (4 GB) e a GTX 780 (3 GB) também entram no grupo dos além-60 fps. No High, até uma R9 270X (2 GB) dá conta.

O bom do Grand Theft Auto 5 é que o jogo possui opções gráficas bem detalhadas, como comprimento de sombra, densidade populacional e escala de distância, e um gráfico mostra o impacto das mudanças no consumo de memória de vídeo. Pelo jeito, parece que esse game vai se tornar uma nova referência para avaliar placas. "Roda GTA5 em 4K Ultra?" é o novo "Roda Crysis 3 no talo?"

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: