Calendário

Quadro de medalhas

Pos. País
Total
Estados Unidos 39 41 33 113

Deuses
do esporte

Michael Phelps

natação - Estados Unidos 23 medalhas de ouro, 3 de prata e 2 de bronze - Participações em 2000, 2004, 2008 e 2012

O nadador norte-americano Michael Phelps, agora aposentado, registrou diversas conquistas em sua carreira. Entre 2000 e 2016, conquistou 37 recordes mundiais, como o maior número de medalhas de ouro em uma única edição olímpica (oito), e é o maior medalhista da história, com 28 medalhas. Phelps encontrou nas piscinas uma forma de lidar com seu Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade.

Usain Bolt

Atletismo - Jamaica 8 medalhas de ouro - Participações em 2008, 2012 e 2016

O ex-velocista jamaicano Usain Bolt é o homem mais rápido do mundo e conquistou oito medalhas de ouro em três olimpíadas. Ele detém o recorde mundial dos 100 metros rasos corridos em apenas 9,58 segundos. Usain Bolt mede 1,96m e sua maior velocidade alcançada foi de 44,17 km/h, com aceleração média de 1,61m/s², feito que ficou registrado como recorde mundial.

Robert Scheidt

Vela - Brasil 2 medalhas de ouro, 2 de prata e 1 de bronze - Participações em 1996, 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016

O velejador Robert Scheidt é o brasileiro recordista de participação dos jogos olímpicos. A ida a Tóquio será a sua sétima presença no evento. Ao lado de Torben Grael, ele é o maior medalhista brasileiro da história das olimpíadas. São cinco medalhas, tornando-o um dos maiores nomes do iatismo. O veterano paulista é especialista nas classes Laser e Star.

Cesar Cielo

Natação - Brasil 1 medalha de ouro e 2 de bronze - Participações em 2008 e 2012

César Cielo é um dos grandes nomes da natação do Brasil e o responsável por faturar o primeiro e, até então único, ouro do país na prova dos 50m. Ele é o atual recordista mundial dos 50m e 100m livres e carrega o título desde 2009. César é o atleta brasileiro com o maior número de pódios em Campeonatos Mundiais de qualquer esporte, com 19 medalhas.

Larisa Latynina

Ginástica artística - União Soviética 9 medalhas de ouro, 5 de prata e 4 de bronze - Participações em 1956, 1960 e 1964

A ginasta ucraniana Larisa Latynina é a mulher com mais medalhas olímpicas do mundo. Em 1964, ela se tornou uma lenda do campeonato ao conquistar 18 medalhas em três participações, sendo nove de ouro, cinco de prata e quatro de bronze. Em sua segunda olimpíada, em 1958, Larisa estava grávida de quatro meses e conquistou cinco dos seis títulos possíveis.

Novos recordes olímpicos

dúvidas sobre as olimpiadas tokio 2021

A Olimpíadas, ou Jogos Olímpicos, são competições de diferentes modalidades esportivas entre atletas de todo o mundo. A competição acontece a cada quatro anos, com um país sendo eleito para ser a sede.

Os Jogos Olímpicos de 2020, que serão disputados em 2021 por conta da pandemia do coronavírus, terá como sede Tóquio, a capital do Japão.

As Olimpíadas de Tóquio irão começar em 23 de julho de 2021, indo até o dia 8 de agosto.

As Olimpíadas originaram-se por volta do século VIII a.C na cidade de Olímpia – por este motivo o nome “Olimpíadas” –, para onde os cidadãos de outras cidades viajam a fim de participarem das competições. O primeiro atleta a vencer uma prova teria sido Corobeu, em 776 a.C

As Olimpíadas 2021 contarão com 46 modalidades. Passarão a integrar a lista de esportes olímpicos o beisebol, a escalada, o karatê, o skate e o surfe.

Mais de 200 países dos 5 continentes estão previstos para participar dos Jogos Olímpicos. Porém, por motivos distintos, Coréia do Norte e Rússia não estarão presentes nas Olimpíadas do Japão.