(Fonte da imagem: Robotbriefs)

Escutar músicas pelo celular virou um bom negócio, já que aplicativos para baixar e armazenar canções e um espaço cada vez maior nos aparelhos permitem que você tenha uma biblioteca completa sem precisar de um player separado.

No Android 4.1 (Jelly Bean), essa experiência será ainda mais interessante, já que o sistema operacional está sendo configurado para extrair o máximo dos áudios, melhorando não só a qualidade e a maneira de ouvi-los (a partir de aplicativos cada vez melhores), mas até a demora entre o toque na tela e o início da reprodução do som.

Menor latência

No caso dos reprodutores de áudio, a tal latência é a demora entre uma ação (como apertar o “Play”) e a reação do sistema (executar a música). No Jelly Bean, ela sofre uma incrível redução, tentando fazer com que as ações relacionadas aos sons quase aconteçam em tempo real. E diminuir a latência não significa só trocar uma peça ou mexer em uma configuração, mas alterar todo um sistema existente no hardware e no sistema operacional.

No caso do Nexus 7, o tablet da Google, há uma latência de 12 ms (milissegundos), contra 100 ms quando ele roda o Android 4.0 (Ice Cream Sandwich). Com a empresa apostando cada vez mais nessa área, baixar o número para 10 ms ou ainda menos pode ser uma questão de tempo.

(Fonte da imagem: Divulgação/Sony)

Além disso, as APIs até agora parecem encaminhar para um áudio de melhor qualidade, seja em aplicativos de criação, edição ou simplesmente reprodução de sons. O iOS é um grande exemplo em gadgets, enquanto o Windows também apresenta ótimos resultados nos desktops.

As mudanças podem parecer minúsculas, mas fazem diferença para desenvolvedores de programas de áudio, músicos que usam funções mais profissionalmente e, no fim das contas, até para quem só costuma ouvir uma ou outra canção no aparelho.

Maior suporte

A partir de agora, cabos USB de áudio serão suportados pelos aparelhos Android. Já o HDMI terá multicanais, o que possibilitaria a instalação de sistemas de som complexos e potentes a partir do sistema operacional.

Por fim, melhor processamento e gravação de sons também parecem figurar no Jelly Bean – abrindo definitivamente o espaço para grandes aplicativos de áudio investirem também no Android daqui para frente.

Fonte: Create Digital Music

Cupons de desconto TecMundo: