Pesquisa do Fraunhofer Institue SIT (Instituto Fraunhofer de Tecnologia da Informação Segura) revelou que o smartphone da Apple pode ser invadido em menos de 6 minutos. Os pesquisadores envolvidos gravaram um vídeo comprovando que mesmo que o dispositivo esteja protegido com senha existe a possibilidade de acessar todos os dados privados.

Para hackear o dispositivo, os pesquisadores conectaram-no a um computador e então utilizaram os devidos programas para destravar o aparelho. O método utilizado permite o roubo de senhas que estejam armazenadas no iPhone, incluindo senhas de email, banco e quaisquer outras. Além disso, a pesquisa comprovou que é possível obter dados de redes VPN e Wi-Fi.

Vale ressaltar que uma situação desse tipo pode ocorrer caso alguém roube um iPhone ou se aproveite de um descuido do proprietário. Para evitar estes tipos de complicações é recomendado o acesso de contas sem o armazenamento automático de senhas.

Cupons de desconto TecMundo: