A Secretaria de Segurança Pública de Pequim revelou no último domingo que uma operação policial realizada em maio fechou uma fábrica no norte da cidade onde mais de 41 mil iPhones falsos já haviam sido produzidos.

Os chineses descobriram a operação clandestina graças a uma dica dada por autoridades dos Estados Unidos, onde alguns dos aparelhos piratas já estavam sendo comercializados. Oficiais da polícia de Pequim chegaram à fábrica disfarçados de funcionários de uma loja de manutenção de aparelhos que estavam interessados nos telefones produzidos ali.

Durante a batida, foram apreendidos 1.400 aparelhos falsos, além de uma enorme quantidade de acessórios. Os telefones eram produzidos com peças de segunda mão de diversos outros dispositivos. Estima-se que mais de 41 mil unidades tenham sido manufaturadas desde a abertura da fábrica em janeiro, o que equivale a cerca de 120 milhões de yuans (aproximadamente R$ 65 milhões).

O local empregava centenas de funcionários e possuía seis linhas de montagem. Nove pessoas foram presas em flagrante, incluindo o casal Yu (43) e sua esposa Xie (40), que chefiavam toda a operação. O destino dos aparelhos forjados que já haviam sido comercializados antes da operação acontecer ainda está sendo investigado pela polícia chinesa, que não deu mais detalhes.

Você já foi vítima de alguma falsificação de eletrônicos? Qual? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: