O superaquecimento de smartphones e tablets ainda é um problema para algumas fabricantes. Para colocar a prova como estão se comportando os dispositivos tops de linha, o pessoal do Btekt resolveu fazer um teste inusitado com alguns deles: colocar um cubo de gelo em cima da tela para ver qual derrete primeiro.

Foram colocados no ringue os dispositivos: Samsung Galaxy S5, HTC One M8, LG G3, iPhone 5S, Xperia Z2 e o Nokia Lumia 930. Para garantir a equidade, todos eles foram resetados para as configurações de fábrica e reproduziram o mesmo vídeo durante o teste.

Resultados

O Galaxy S5 foi desclassificado. À medida que o vídeo era reproduzido, o cubo de gelo interagiu com a tela, forçando seu fechamento e retornando a tela inicial. O gelo acabou derretendo mais rápido porque o brilho ficou mais intenso do que durante a reprodução do vídeo.

Já o Xperia Z2 foi o segundo dispositivo a ter o gelo derretido na tela. Houve queixas de superaquecimento durante a gravação de vídeos 4K e o efeito AR . O terceiro dispositivo foi o LG G3, com sua tela de resolução 2K. É claro que a poderosa tela naturalmente aquece mais rápido que a dos outros smartphones, mas ainda assim o dispositivo ficou a frente do Z2.

Os três primeiros lugares

O Lumia 930 – o mais novo flagship da Nokia – garantiu o bronze. É uma posição um pouco surpreendente, já que o aparelho não tem especificações muito poderosas – o processador é do ano passado, por exemplo – e poderia facilmente ficar na primeira posição.

O HTC One M8 foi um dos que mais surpreendeu, garantindo a medalha de prata. Mesmo contando com um corpo todo metálico, que teoricamente deveria conduzir mais calor, o dispositivo teve o melhor resultado entre os aparelhos com Android.

A medalha de ouro ficou com o smartphone da Apple, o que não é nenhuma surpresa: o iPhone 5S é o menos potente entre todos os que foram testados (por ser o mais antigo), além de contar com uma tela menor e com pior resolução comparado com os demais. Entretanto, é bom lembrar que o iOS é incrivelmente eficiente, o que ajuda também a manter o dispositivo mais resfriado.

Teste com aparelhos 4K

Gravar vídeos em 4K ainda é uma habilidade para poucos smartphones top de linha. O resultado é muito bom, mas há um grande revés: esses dispositivos superaquecem durante o processo. O calor chega a ser tanto que foi necessário limitar o tempo de duração da gravação em cinco minutos, em alguns aparelhos.

E para colocar à prova o calor gerado por estes aparelhos, a galera do Btekt também resolveu colocar um cubo de gelo durante a gravação de vídeo 4K para ver qual duraria mais tempo. Foram testados o Galaxy S5, LG G3, Galaxy Note 3 e Xperia Z2. 

Cupons de desconto TecMundo: