Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/BGR)


Se toda a regra tem sua exceção, a Apple pode estar prestes a quebrar um padrão que há anos está estabelecido na cabeça dos consumidores. Afinal, já é quase um consenso universal que os iPhones da “geração S” são atualizações de hardware das evoluções trazidas pelos modelos anteriores. No entanto, o iPhone 5S pode quebrar essa lógica.

De acordo com vários rumores, a próxima geração de smartphones da empresa vai fugir à regra e trazer um recurso inédito. Por mais que ele mantenha o mesmo design de seu antecessor, o aparelho deve contar com um scanner de impressões digitais que, de acordo com alguns sites, está sendo tratado pela companhia como o grande diferencial desta geração — quase como a Siri foi para o iPhone 4S.

O único ponto é que, até o momento, ninguém sabe exatamente qual será a utilidade dessa função. A principal aposta — e também a mais óbvia — é voltada principalmente para a segurança, reconhecendo o usuário e facilitando o desbloqueio do sistema. No entanto, nada impede que outros aplicativos utilizem o recurso para outros fins.

Além disso, o site tailandês TechNews afirma que fontes ligadas às empresas responsáveis pela montagem do dispositivo alegam que a novidade será inserida na parte frontal, logo abaixo do botão Home. A página ainda relata que a nova tecnologia será “protegida” por um cristal de safira, tal qual acontece com a câmera do iPhone 5.

O site BGR ainda relembra que a Apple adquiriu a tecnologia de leitura de impressões digitais da AuthenTec em 2012 por US$ 350 milhões — cerca de R$ 700 milhões na cotação atual — e que, desde então, nada foi comentado sobre sua possível utilização.

Cupons de desconto TecMundo: