(Fonte da imagem: Digulgação/Gradiente)

Há poucos dias, o Banco do Brasil pediu o bloqueio da marca “iphone”, que é de propriedade da Gradiente. O motivo do processo seria o pagamento de dívidas na casa de R$ 947 mil da fabricante de eletrônicos junto ao banco.

Na última quarta-feira (24), o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) publicou um despacho informando que a 27ª Vara Cível da Comarca de São Paulo havia anotado o arresto da marca, significando que a empresa estaria proibida de transferir o nome.

Agora, a empresa conseguiu reverter a situação na justiça. De acordo com Eugenio Staub, presidente da Gradiente, a companhia entrou com um recurso e o arresto foi suspenso. O executivo ainda contou que o INPI publicou a decisão com atraso.

A discussão em torno da marca iphone no Brasil já se estende há algum tempo. No final do ano passado, a Gradiente anunciou o lançamento de um smartphone com o nome, que era seu desde 2008. Desde então, Apple e Gradiente brigam na justiça pelo direito à marca.

Cupons de desconto TecMundo: