(Fonte da imagem: Reprodução/SFGate)

Um pai dificilmente consegue negar os pedidos do filho, mas é preciso saber quando dizer “não”. Um caso ocorrido em Berkeley, nos Estados Unidos, é uma boa prova disso: o chefe de polícia local, Michael Meehan, é acusado de enviar uma força policial completa para buscar o iPhone do filho, que teria sido roubado.

De acordo com o SF Gate, a história começa em janeiro deste ano, quando o filho de Meehan avisou o pai sobre o roubo de seu celular, furtado do armário do estudante na universidade local. Utilizando o sistema de geolocalização do aparelho, foi possível descobrir seu paradeiro e tentar recuperá-lo. O problema é que dez policiais da cidade, alguns deles em horário de trabalho pelas ruas, foram designados para a “missão”.

Apesar de terem sido tirados de seus postos originais, alguns dos oficiais antidrogas e da equipe do chefe de polícia até foram remunerados por duas horas de trabalho. Para piorar, o iPhone perdido nem estava no local indicado.

E a vida não está nada fácil para Meehan: fora esse novo caso, ele também é investigado por enviar um agente durante a madrugada até a casa de um repórter responsável por uma matéria denunciando irregularidades na polícia de Berkeley.

Fonte: SF Gate

Cupons de desconto TecMundo: