(Fonte da imagem: Reprodução/Isidor´s Fugue)

A existência de lojas que usam de maneira ilegal marcas famosas como forma de vender produtos na China não é nenhuma novidade. Entre as empresas que mais sofrem com isso está a Apple, que viu surgir recentemente uma grande quantidade de locais usando seu nome sem ter nenhuma autorização para isso.

O blogueiro Brian Glucroft descobriu que não é só a empresa da Maçã que é usada como forma de enganar os consumidores. Uma loja na cidade de Zhuhai, na província de Guangdong, está usando o nome Android, sua mascote e as cores características da Google como forma de convencer os consumidores a adquirir novos aparelhos.

(Fonte da imagem: Reprodução/Isidor´s Fugue)

Um texto na parte frontal do local exibe as palavras “Loja de Smartphones com Experiência em Celebridades” — ou seja, caso você queira ser tratado realmente bem pelos vendedores, não há lugar melhor para ir. A parte mais irônica da loja não é o uso descarado de uma marca registrada, mas sim a existência de cartazes em destaque que promovem a venda da mais nova versão do iPhone.

Maior comprador de smartphones do mundo

A existência de locais dedicados exclusivamente à venda de smartphones na China está relacionada ao incrível crescimento da economia local. Enquanto em 2011 o país ocupava a décima posição entre os mercados que mais ativam aparelhos do tipo, em 2012 ele saltou para o topo do ranking.

(Fonte da imagem: Reprodução/Flurry)

Uma pesquisa divulgada pelo site Flurry mostra que a população chinesa é a que mais ativa novos produtos com o Android e o iOS em todo o mundo. Na segunda colocação estão os Estados Unidos, cujos números vêm caindo de forma constante. Isso é explicado pela grande base de dispositivos já instalada na América do Norte, o que diminui o número de pessoas interessadas em trocar de gadget ou investir em novas linhas.

Cupons de desconto TecMundo: