A espera finalmente acabou. Depois de meses de espera, a Apple colocou à venda os novos iPhones 6 e iPhones 6 Plus no mercado brasileiro. Isso significa que os consumidores já podem realizar a compra de seus smartphones e phablets nas lojas de operadoras, lojas oficiais da Apple (física ou virtualmente) e revendas autorizadas — não mais sendo necessária a importação individual dos aparelhos.

Como você já deve saber, neste ano os aparelhos da fabricante norte-americana tiveram um grande aumento de preço, podendo custar até R$ 4.399 (na versão de 128 GB do iPhone 6 Plus). Segundo um levantamento do site G1, o iPhone vendido no Brasil é o mais caro de todo o mundo — custando a partir de US$ 1.242, enquanto o valor mais baixo é o do Japão, onde o dispositivo (iPhone 6 de 16 GB) desbloqueado custa US$ 587.

  • iPhone 6 com 16 GB – R$ 3.199
  • iPhone 6 com 64 GB – R$ 3.599
  • iPhone 6 com 128 GB – R$ 3.999
  • iPhone 6 Plus com 16 GB – R$ 3.599
  • iPhone 6 Plus com 64 GB – R$ 3.999
  • iPhone 6 Plus com 128 GB – R$ 4.399

Um dos principais reflexos desse aumento no valor está na pouca comoção popular pela chegada dos novos iPhones. No ano passado, o lançamento dos aparelhos formou filhas bem grandes em diversas lojas de operadoras e revendas. Já neste ano, o cenário ficou bem diferente do que se imaginava. Como mostra a Folha, poucas filas se formaram nos locais de vendas.

Reprodução/Folhapress

Apenas com base nos dados de vendas do primeiro dia não é possível afirmar se os novos aparelhos terão sucesso ou não no mercado brasileiro. Mesmo assim, é importante ficarmos atentos para sabermos quais serão os próximos passos desse aparelho com os consumidores. Será que os brasileiros vão comprar os novos iPhones ou vão preferir direcionar o dinheiro para outros fins?

Cupons de desconto TecMundo: