A cada novo lançamento de um smartphone de elite no mercado internacional, uma questão sempre volta à cabeça do consumidor brasileiro: será que o aparelho é compatível com o 4G brasileiro? Com relação aos recém anunciados iPhone 6 e iPhone 6 Plus, não há motivos para pânico, já que ambos os aparelhos aceitarão essa velocidade de plano de dados em território nacional.

O caso do iPhone, desde o modelo 5S, é uma exceção: independente de onde for comprado, o smartphone funcionará normalmente no Brasil quando o assunto é plano de dados 3G ou 4G.

Apesar da boa notícia, vale a pena saber o motivo dessa preocupação e, especialmente, por que o iPhone 6 e sua versão "tamanho família" aceitarão de forma (quase) total a conexão móvel brasileira.

Qual o problema?

Como já foi explicado anteriormente pelo TecMundo, atualmente, a banda de frequências no país é diferente da utilizada em várias partes do mundo. No Brasil, a faixa do 4G opera entre 2,5 GHz e 2,69 GHz. Nos Estados Unidos e em várias outras partes do mundo, ela é de 700 MHz — e esse valor acabou virando o padrão em vários dispositivos móveis.

No país, a faixa dos 700 MHz é utilizado pela televisão analógica, mas ela logo será desativada, deixando a banda vaga para utilização do 4G. O problema é que o leilão, o edital, a licitação e a instalação dessa tecnologia é algo demorado e que atualmente apresenta polêmicas — ou seja, é melhor contar com a boa vontade (e da capacidade tecnológica) das fabricantes de tablets e smartphones de adicionarem a faixa brasileira às conexões disponíveis.

Atualmente, alguns dispositivos já possuem suporte multibanda, como os novos iPhones, o que significa que eles rodam sem problemas em países com outras frequências. Mas o Brasil já está correndo atrás para eliminar esse obstáculo: o edital

iPhone 6 e 6 Plus: tudo certo

No caso do iPhone 6, isso foi otimizado. O smartphone terá um número recorde de bandas 4G LTE suportas, o que significa que as nossas frequências não só estão presentes na lista, mas possuem também garantia de bom funcionamento. No Brasil, operadoras fornecem as bandas 3, 7 e 38. A última, exclusiva da SKY Brasil e da On Telecom, não consta na lista da Apple nos modelos A1549 e A1522, mas as mais populares (Oi, TIM, Claro e Vivo, por exemplo) estão lá.

Ou seja, de acordo com as especificações técnicas do smartphone, os modelos A1549 e A1586, do iPhone 6, e A1522 e A1524, do iPhone 6 Plus, funcionarão praticamente sem problemas no nosso 4G. Por isso, se você for ao exterior e quiser trazer um desses aparelhos, fique de olho nesse detalhe.

Vale lembrar que, até agora, os novos iPhones ainda não foram homologados pela Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel), o que significa que não é possível saber qual modelo será enviado para venda oficial no país.

Cupons de desconto TecMundo: