No começo deste mês, um policial paulista teve a vida salva por um Microsoft Lumia, que desviou uma bala que poderia ter causado sua morte.  Agora, quem decidiu agir de uma maneira bem heroica foi o iPhone 5C de um britânico que decidiu enfrentar um grupo de criminosos. Daniel Kennedy tinha 25 anos e perseguiu alguns jovens que estavam causando problemas em sua vizinhança — em Widnes, no condado de Cheshire.

Depois de uma pequena perseguição, um deles sacou uma escopeta e atirou contra Kennedy. Ele foi atingido e ficou ferido com várias escoriações no abdômen, tendo ainda perdido o celular durante a busca por ajuda. Quando a polícia estava procurando por evidências do ocorrido, localizou o iPhone 5C da vítima e percebeu que ele tinha sido atingido por um projétil de alto calibre.

De acordo com a polícia, a marca no smartphone prova que ele salvou a vida de Kennedy. Caso o dispositivo não estivesse no bolso dele, havia grandes probabilidades de ele ter morrido com o disparo — que teria atingido o peito do britânico com uma grande violência, uma vez que o criminoso estava a uma curta distância dele.

A solução do crime

Vale dizer que este crime ocorreu em outubro do ano passado, mas somente neste mês a notícia veio a público. Isso porque somente agora a polícia britânica conseguiu localizar os criminosos e realizar a prisão deles — o autor do disparo havia abandonado a arma e os agentes conseguiram localizá-lo e comprovar a autoria por meio da análise da pólvora nas roupas dele.

O autor do disparo foi identificado como Ryan Duggan (19 anos), que foi preso junto com Jordan Grimes (acusado de ajudar Duggan a se esconder durante a fuga). Os dois serão julgados no mês de julho e devem permanecer algum tempo na cadeia.

Cupons de desconto TecMundo: