(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Não se pode dizer que a Apple não agiu rapidamente diante das críticas de que muitos exemplares do iPhone 5 vinham de fábrica com marcas e arranhões. De fato, a empresa exigiu que a fabricante Foxconn tomasse um cuidado muito mais rigoroso com as chapas de alumínio escolhidas para a confecção do smartphone. O problema é que todo esse rigor acabou freando as linhas de produção.

De acordo com fontes do site Bloomberg, a cúpula insistiu, ao final de setembro, que a Foxconn apertasse os padrões de qualidade mínimos exigidos. Basicamente, cada peça é agora investigada cuidadosamente, diminuindo consideravelmente as chances de você encontrar qualquer “efeito estético imprevisto” no seu novo aparelho.

Há uma conclusão óbvia, entretanto: menos arranhões representam também menos iPhones. Conforme revelou o referido site, a Foxconn chegou mesmo a parar por um dia inteiro a linha de produção da sua fábrica em Shenzhen.

Enfim, o alumínio com certeza é arranhado com facilidade — mas a Apple acabou descobrindo que os usuários podem ser bastante ciumentos em relação aos seus próprios riscos. Resta agora esperar que algum “meio termo” seja encontrado — sem comprometer seriamente a qualidade final do aparelho ou o ritmo produtivo.

Fonte: Bloomberg

Cupons de desconto TecMundo: