Quem espera pelo anúncio oficial do iPad Pro terá de controlar os ânimos novamente. Acontece que um novo atraso foi anunciado por Ming-Chi Kuo, analista renomado da KGI Securities. De acordo com o executivo, e também segundo informa o site Mac Rumors, o suposto adiamento tem o objetivo de fazer com que a tela do aparelho atinja “uma alta resolução, rápida resposta e alta saturação de cores”.

Uma vez atingidos os padrões de qualidade esperados pela Apple, o iPad Pro com tela de 12,9 polegadas deverá começar a ser produzido durante o segundo trimestre de 2015 – rumores veiculados durante os meses passados afirmaram que o tablet seria lançado já no início do ano que vem; o The Wall Street Journal previu, porém, que o produto chegaria às lojas em dezembro de 2014. Até o momento, confirmação alguma foi feita pela Apple.

Imagens conceituais de iPads.

Estratégia para estímulo de consumo

Conforme publicado por Kuo, a produção dos novos iPads deverá atingir quase 10 milhões de unidades durante o segundo trimestre de 2015. “Acreditamos nisso, pois a Apple tem usado este mecanismo [fabricação baixa de produtos] para estimular os consumidores (...). O novo iPad, como todo o setor de tablets, irá enfrentar desafios estruturais caracterizados pela saturação de mercado e pela falta de novos aplicativos”, comenta ainda o especialista.

Para o analista, poucas cópias do iPad Pro deverão ser comercializadas durante o futuro lançamento do tablet. Kuo se baseia nos dados registrados pela Apple ainda neste ano: durante o primeiro trimestre de 2014, pouco mais de 16 milhões de iPads foram vendidos – cerca de 200 mil a mais se levado em conta o mesmo período do ano passado. A “Maçã” ainda não se pronunciou acerca do assunto. Mais informações sobre o iPad Pro pode ser conferidas aqui.

Cupons de desconto TecMundo: