(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

O pessoal da Chipworks foi pioneiro em explorar a fundo, literalmente, o novo processador A6X da Apple, que está sendo empregado no iPad 4. Essa investigação sugere que o componente possui quatro interfaces de SDRAM, dois núcleos de processamento e quatro outros núcleos de GPU devidamente segmentados em módulos, conforme ilustra a imagem na galeria abaixo.

O site AnandTech aproveitou a deixa e resolveu colocar o desempenho do novo processador do tablet da Maçã à prova, com especial ênfase em sua GPU PowerVR SGX 554. De maneira geral, o A6X manteve muitos elementos presentes no A5X do iPad 3, incluindo a disposição das interfaces do controlador de memória ao lado dos núcleos da GPU em vez de permanecer próxima aos cores da CPU.

Além disso, essa segunda exploração revelou que a interface de memória manteve uma largura de banda de 128 bits, integrando dois núcleos que operam a 1,4 GHz e dobrando o número de SIMDs da GPU da versão antecessora do gadget.

Contudo, o que mais chamou atenção daqueles que participaram dessa análise foi o desempenho do novo processador. Ao longo de diversos benchmarks, que você pode conferir aqui (em inglês), o A6X teve uma performance pelo menos 15% maior do que a da CPU do iPad 3 — sendo que em alguns casos essa superioridade atingiu 65%.

Tais resultados reforçariam o dobro do poder de processamento anunciado pela Apple da nova geração do seu tablet em relação à sua versão anterior.

Cupons de desconto TecMundo: