(Fonte da imagem: Agência Brasil)

Até o fim do ano, 77 deputados estaduais mineiros e 13 assessores vão receber um iPad 2 cada  para ajudá-los em suas rotinas diárias. A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) deve gastar cerca de R$ 257 mil para realizar a compra dos modelos mais avançados da Apple, que contam com 64 GB, Wi-Fi e 3G.

Em entrevista ao jornal Estado de Minas, o diretor de Planejamento e Coordenação da ALMG, Alaôr Messias Marques, defendeu que a portabilidade do gadget pode auxiliar os parlamentares a organizar suas incumbências e cumprir seus deveres a qualquer momento e em qualquer lugar.

A medida é uma prática comum, tanto no âmbito público quanto privado, já que tanto Estado quanto empresas sempre forneceram instrumentos de trabalho para seus funcionários. Neste caso, os equipamentos escolhidos foram tablets, cujas funções serão suficientes para substituir os notebooks.

Alaôr ainda argumentou que a preferência pela Apple foi por questões de “qualidade e segurança” e que a decisão foi tomada "pensando nos eleitores" — segundo a estimativa da Casa, R$ 180 mil poderão ser poupados devido ao corte de gastos com papel. Além dos iPads, foram encomendados outros seis computadores da marca.

Cupons de desconto TecMundo: