(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

O novo iPad mini com tela Retina começa a ser vendido a partir de hoje (12) em diversas partes do mundo. No site americano da companhia já é possível encontrar o gadget à venda em versões que vão desde os 16 GB até 128 GB de capacidade.

O aparelho chega ao mercado com a Apple experimentando uma maneira diferenciada de lançar o produto. Em vez de confirmar uma data exata para a chagada do novo iPad mini às lojas, a empresa resolveu simplesmente citar que ele estaria disponível em alguma data do mês de novembro.

Entre os países que já podem adquirir o novo iPad mini com tela Retina estão Japão, Austrália, Hong Kong, Nova Zelândia, Cingapura, Bélgica, Republica Checa, Dinamarca, Alemanha, Espanha, Holanda, Noruega, Suécia, Canadá, México, Tailândia, China, Hungria, Finlândia e Estados Unidos, além de outras nações da Europa e da Ásia.

Descobertos em cima da hora

A novidade foi descoberta pelos sites 9to5Mac e MacRumors um pouco antes do lançamento oficial. As páginas tiveram acesso a um memorando interno avisando os funcionários de que o gadget seria disponibilizado em alguns países.

Segundo o documento, os consumidores da Austrália, da China, de Hong Kong, do Japão, da Nova Zelândia e dos Estados Unidos devem teriam acesso ao novo tablet já a partir de hoje. Como pudemos ver, alguns países “extra” também já podem comprar o gadget.

Entre as suas principais novidades, o novo iPad Mini com tela Retina conta com um display de 7,9 polegadas e resolução de 2048x1536, processador A7, câmera de 5 megapixels e versões com conexão WiFi e 4G. A versão básica do gadget, de 16 GB e sem LTE, sai por 399 dólares – aproximadamente 920 reais em conversão simples e sem impostos.

Cupons de desconto TecMundo: