Novo tablet da Apple pode demorar um pouco para chegar às prateleiras. (Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Meses antes do lançamento dos novos tablets da Apple, uma série de rumores e comentários de analistas já previam que a empresa estava enfrentando diversas dificuldades em suas linhas de produção terceirizadas, especialmente quando se tratava do novo iPad min. Agora, com o anúncio do aparelho com tela Retina já feito, Ming-Chi Kuo, um já conhecido analista que comenta sobre tablets, disse que os estoques do iPad mini com tela melhorada estão extremamente baixos.

“Os estoques do iPad mini Retina estarão ridiculamente pequenos para o próximo trimestre”, disse Kuo ao The Telegraph. Ele baseia sua avaliação na quantidade de tablets do tipo que a Maçã conseguiu produzir até o momento e, de acordo com suas fontes, foi apenas cerca de um terço do volume que a fabricante tinha em mãos na apresentação da primeira geração do aparelho.

Uma pista que pode comprovar a teoria de Kuo sobre os estoques do iPad mini Retina é o próprio discurso da Apple no anúncio do novo tablet. Foi confirmado que o iPad Air começará a ser vendido em 1° de novembro, enquanto a versão menor do dispositivo chega “até o fim de novembro”. Ou seja, a fabricante pode ainda não ter conseguido estabilizar os estoques para uma quantidade aceitável.

Cupons de desconto TecMundo: