(Fonte da imagem: Reprodução/VentureBeat)

Não é preciso ser nenhum analista de mercado ou gênio da tecnologia para saber que, assim que o iPad Mini chegou às lojas, a Apple já estava pensando em seu sucessor. Entre os fatores que decepcionaram na primeira geração do aparelho estava a ausência de uma tela Retina Display, cujo preço de fabricação tornaria o produto final caro demais.

Segundo informações obtidas pelo site DigiTimes, a companhia de Cupertino parece ter encontrado uma solução para o problema e já está pronta para usar a tecnologia na próxima geração do tablet. Dados indicam que o produto está vendendo mais unidades do que o iPad 4, o que justificaria dar um foco maior ao melhoramento de suas características.

O que permanece um mistério é o momento em que a companhia deve introduzir o novo modelo do iPad Mini no mercado. Tradicionalmente, a Apple costuma apresentar uma versão de cada um de seus aparelhos por ano — a única exceção foi justamente o iPad 4, que substituiu rapidamente a geração anterior do produto.

Cupons de desconto TecMundo: