Fornecimento insuficiente de telas pode ser um problema inicial para o iPad mini (Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Sempre que a Apple lança algo novo é a mesma coisa: filas de entusiastas da Maçã se formam em frente às lojas assim que o início das vendas é anunciado. Com os novos iPad 4 e iPad mini não deve ser diferente, porém, a versão reduzida do tablet da Apple conta com uma particularidade: seu preço é menor em relação ao “irmão maior”.

Segundo Richard Shim, analista do blog DisplaySearch, o estoque inicial do iPad mini deve ser insuficiente para a demanda justamente por custar menos e o problema seria o fornecimento do display que compõe o equipamento. “As indicações da cadeia de fornecimento de telas apontam para algo mais do que a tensão típica no mercado para o iPad mini”, garante Shim.

Novas parcerias

Ainda de acordo com a publicação de Richard Shim, a Apple está expandindo sua base de fornecedores com novos parceiros exclusivos para o iPad em tamanho reduzido, que traz tela de 7,9 polegadas. A companhia teria feito uma parceria recente com a LG Display para superar o problema, que fornece telas para a Foxconn (uma das empresas que montam o iPad).

Além disso, a Pegatron, também montadora do tablet, passará a receber painéis da AUO, outra parceria da Apple para tentar não ter problemas com falta de telas para montar novos iPad. A quantidade produzida deve aumentar nos próximos meses: se em setembro a AUO produziu pouco mais de 100 mil unidades, o plano é alcançar 400 mil em outubro, 800 mil em novembro e 1 milhão no último mês de 2012.

Já a LG entregou à Foxconn 300 mil painéis em setembro e tem previsão de aumentar este número em mais de 300% para o mês de outubro, com 1 milhão de telas produzidas. A quantidade aumenta ainda mais nos próximos dois meses: 2,5 milhões em novembro e 3 milhões em dezembro.

Fonte: Analist Blog (DisplaySearch), SlashGear

Cupons de desconto TecMundo: