(Fonte da imagem: Reprodução/iTunes Store)

Nem sempre um aplicativo de celular funciona como o esperado e, em alguns casos, a surpresa é ainda maior. Quem tem um smartphone com Android já está acostumado a lidar com aplicativos que não funcionam e, até mesmo, que podem roubar seus dados. No iOS, cada app passa pela aprovação da Apple para que não traga nenhum código malicioso para os gadgets, mas, nem sempre, um aplicativo precisa disso para conseguir dados que deveriam ser privados.

A prova disso está em alguns testes feitos pela equipe da Macworld Brasil que mostraram que, entre os aplicativos mais baixados na App Store brasileira, muitos não passam de uma tentativa de obter informações enganando ou se aproveitando do consumidor de alguma forma.

Bloquear a Tela é o sexto app pago mais baixado no Brasil e promete imitar o sistema de bloqueio de tela do Android. A ideia seria substituir os números convencionais por sequencias de traços, criadas pelo próprio usuário.

O aplicativo custa US$ 0,99 e, além de não funcionar, ainda pede que o usuário envie uma foto de seu cartão de crédito e complemente os dados necessários para transações. Em nenhum momento é informado o motivo da transferência de dados.

Além deste app, outras ferramentas criadas pela Matrix Original e distribuídas pela Ngoc Vu Thi também aparecem na lista dos mais baixados no Brasil, como Bloquear Chamadas Indesejadas, Lista Negra Gestor e Leitura de Palma, que ainda promete a leitura da mão dos usuários. Nenhum dos aplicativos funciona e, mesmo assim, todos eles estão entre os mais baixados com contas brasileiras.

Por isso, vale lembrar: não forneça seus dados de cartão de crédito em ferramentas que não sejam confiáveis. Para não entrar em frias, você pode contar com a ajuda dos reviews do Baixaki, tanto para Android quanto para iPhone.

Fonte: Macworld Brasil

Cupons de desconto TecMundo: