Já falamos aqui no TecMundo a respeito de várias tecnologias e produtos que foram descobertos ou inventados acidentalmente, mas nem todas elas tiveram impactos fortes o bastante para que realmente se diga que elas salvaram vidas. Completando 50 anos em 2015, o Kevlar certamente entra nessa categoria, sendo usado em uma enorme gama de itens, que vão desde coletes a prova de balas até componentes de exploração petrolífera.

Descoberto quase por acaso por Stephanie Kwolek durante uma pesquisa cujo objetivo era criar pneus feitos de materiais mais leves e eficientes, o Kevlar acabou se demonstrando muito mais versátil do que o esperando. Entre as principais características estão uma resistência cinco vezes maior que a do aço, boa durabilidade contra chamas e cortes, não decomposição com água e umidade não degradação por fungos e bactérias.

Desde seu lançamento comercial, em 1971, o material foi incorporado a diversos mercados, principalmente nos relacionados à proteção. Além dos clássicos coletes a prova de balas e de objetos perfurocortantes, o Kevlar vem sendo utilizado em áreas como automobilismo, extração de petróleo, esportes, exploração espacial e até mesmo em itens de consumo. A seguir, você pode conferir algumas das aplicações dessa versátil tecnologia.

Taca-lhe pau nesse carrinho

O Kevlar é usado para reforçar as mangueiras do radiador, da transmissão e do turbo compressor dos veículos, proporcionando mais estabilidade térmica e resistência a produtos químicos. Além disso, o produto é aplicado em pneus para oferecer aumenta sua durabilidade contra abrasão e desgaste.

O material também proporciona uma condução mais silenciosa e redução no peso rotacional, reduzindo a tensão no motor e, consequentemente, melhor eficiência no uso de combustível. Nas pastilhas de freio, por sua vez, o Kevlar reduz o desgaste geralmente provocado pelo atrito e por proporcionar estabilidade térmica e resistência à abrasão, permite uma frenagem suave ao mesmo tempo que garante uma vida útil longa e segura.

Em relação à segurança, a fibra da DuPont é usada na blindagem automotiva, revestindo a lataria dos veículos sem grandes acréscimos ao seu peso. A proteção balística do Kevlar pode variar do Nível 1 ao 3ª, protegendo contra disparos de calibres que vão até o dos fuzis .30. No exército, o material é amplamente usado na blindagem dos veículos militares, como tanque de guerra, carro-forte, jipe e outros.

Das profundezas ao espaço

A solução da DuPont pode ser aplicada nos feixes de mangueiras hidráulicas de alta pressão –também chamados de cabos umbilicais –, que vão do topo de uma plataforma de perfuração ou instalação de produção de petróleo, até o controle do equipamento sob grandes profundidades.

O Kevlar também é usado para reforçar dutos de perfuração, tubos que carregam o óleo do fundo do oceano até o topo para refino e produção. Além disso, a fibra é adequada para reforçar canos termoplásticos de pequeno diâmetro em aplicações em terra, permitindo grandes taxas de pressão e possibilitando a substituição das opções feitas de aço.

Já no que diz respeito à exploração espacial, o Kevlar está presente até mesmo nos trajes dos astronautas, que são feitos de múltiplas camadas do material. Outro exemplo é a sonda Galileu, que contava com um paraquedas cujas alças eram produzidas com o material da DuPont.

Vai querer pra viagem, senhor?

Somando-se a esses usos que parecem tão extravagantes, o Kevlar também aparece em aplicações bem mais cotidianas, como a malha de fios protetores que envolve os cabos de fibra óptica para evitar que eles sejam seja danificado ou partido quando manuseados. O produto também pode ser encontrado em equipamentos para motociclistas – como capacetes, jaquetas e calças –, pranchas de surfe e equipamentos de esqui.

O Kevlar também está presente no mercado de aviação, onde pode ser encontrado no revestimento e nos pneus das aeronaves e também substitui alguns materiais pesados usados na composição da estrutura, garantindo ainda mais segurança para as aeronaves. Por fim, alguns modelos de celulares mais recentes também vem adotando a tecnologia em suas carcaças, como é o caso do Moto Maxx, por exemplo.

Hoje, o Kevlar está presente direta ou indiretamente em boa parte das nossas vidas. E, no que depender da DuPont, a empresa vai continuar buscando mais formas de usar as qualidades do material para criar produtos mais resistentes, confiáveis e seguros. O que mais vem por aí, só o tempo vai dizer, mas algumas novidades já estão chegando – como você pode conferir clicando aqui.

Cupons de desconto TecMundo: