(Fonte da imagem: Reprodução/Converus)

A Converus – empresa especializada em soluções para detectar fraudes – fez um anúncio que agrada aos chefes e preocupa funcionários. O sistema EyeDetect foi criado para identificar se um funcionário está mentindo ou não, baseando-se em sua retina.

O sistema foi desenvolvido pelos mesmos responsáveis pela informatização do polígrafo em 1991. EyeDetect é um software e um hardware, visto que o sistema depende de uma câmera que captura imagens da retina do usuário para poder gerar o resultado.

Sua retina te entregará

O sistema está sendo desenvolvido há 10 anos e, segundo os criadores, tem 85% de precisão no resultado – podendo, assim, dar falsos-positivos. Um teste feito com o programa demora de 30 a 40 minutos, envia toda a informação para um servidor seguro em nuvem e traz o resultado quase que em tempo real.

De acordo com Todd Mickelsen, CEO da Converus, o ato de fraudar provoca mudanças sutis no movimento do olho humano. Estes movimentos podem ser tão pequenos como 1/10 de um milímetro, mas o SMI Eye Tracker – programa criado pela Converus e utilizado no EyeDetect – capta esses movimentos.

Com este sistema, o governo e empresas privadas poderão identificar facilmente se uma pessoa aceitou subornos, cometeu crimes, divulgou informações confidenciais ou usou drogas ilegais. “Nossa tecnologia de rastreamento ocular é ideal para aplicação baseada em pesquisa de mercado com os produtos médicos e científicos” diz Christian Villwock, diretor da SMI OEM Solutions.

EyeDetect será lançado em abril e inicialmente será testado no México.

Cupons de desconto TecMundo: