O projeto Brain Bats (Bastões de Cérebro, em tradução livre) foi desenvolvido no Hack Manhattan, um espaço colaborativo criado em Nova York para desenvolver novas ideias relacionadas à tecnologia. O que o diferencia, no entanto, de outras versões do clássico jogo Pong é a utilização de eletroencefalografia (nome dado ao registro dos sinais emitidos pelo cérebro) para controlar os bastões que se movimentam nos cantos da tela do game.

Atualmente, no entanto, o jogo só está disponível no modo de um jogador contra um oponente controlado por inteligência artificial, mas a equipe do Brain Bats espera oferecer em breve um modo no qual dois jogadores possam se enfrentar, cérebro contra cérebro.

Fonte: The Verge

Cupons de desconto TecMundo: