O autointitulado Estado Islâmico (ISIS) assumiu a autoria dos ataques terroristas que deixaram mais de 140 mortos em Paris na noite desta sexta-feira (13). Essa é a primeira vez que o grupo confirma oficialmente uma ação na Europa.

Um comunicado em árabe e francês espalhado via redes sociais inicia "em nome de Allah" e chama o ataque dos soldados de "abençoado" com o sucesso. O documento, que foi acompanhado de um áudio em francês, cita que os pontos dos atentados "foram precisamente escolhidos no coração da capital da França". Você pode conferir a ilustração em francês por este link.

O ataque à casa de espetáculos Bataclan foi escolhida por contar com centenas de pessoas "unidas em uma festa de prostituição". Já o estádio em que França e Alemanha jogavam eram uma partida "entre times cruzados" e com o "bobo da França" presente — no caso, o presidente Francois Hollande. Vale lembrar que Hollande já havia falado sobre o possível envolvimento do Estado Islâmico em seu pronunciamento na noite de ontem.

Oito "irmãos" com explosivos e rifles são tidos como os responsáveis. "Deixem a França e aqueles que ficam em nosso caminho saberem que eles estarão no topo da lista de alvos do Estado Islâmico, e que o cheiro de morte nunca vai deixar seus narizes enquanto eles liderarem as campanhas de Cruzadas e ousarem denegrir nosso Profeta", diz o documento. Confira aqui a cobertura realizada pelo TecMundo com as reações da internet ao atentado.

Cenas fortes

Em um vídeo recentemente divulgado, o jornalista Daniel Psenny filmou a fuga dos espectadores do Bataclan que conseguiram escapar do atentado terrorista. Alguns são alvejados e precisam ser retirados da rua arrastados. Outros, que se encontraram em pisos superiores do lugar, escondem-se na beirada das janelas — uma mulher é resgatada ao final do vídeo. As cenas são pesadas e possuem conteúdo explícito de violência, então não recomendamos a visualização.

Cupons de desconto TecMundo: