O Brasil pensa em tributar (ainda mais) a Netflix, criar um imposto para o WhatsApp e taxar também o Uber, mas não pense que acabou. Outro serviço da internet bastante popular que está competindo com um tradicional pode ganhar uma "surpresa" em breve.

De acordo com a Reuters, o Brasil pode começar a taxar o Airbnb, a plataforma para quem deseja colocar quartos ou apartamentos para alugar ou está em busca desses alojamentos mais em conta. A estratégia pode ser implementada antes dos Jogos Olímpicos de 2016, que acontecem em agosto no Rio de Janeiro.

Quem confirmou extraoficialmente a informação foi o chefe da Embratur, Vinicius Lummertz, que já fez uma proposta de taxa a ser paga por quem deseja alugar residências — e que provavelmente refletiria no aumento do valor cobrado, claro. "Ele vai ser um imposto justo que não vai ser transportado para os consumidores nem arruinar os negócios", explicou.

Por enquanto, não se sabe se o imposto será estadual ou federal ou qual seria o valor e a forma de cobrança. A proposta teria que ser feita por algum deputado e levada para debate no Congresso. O Brasil é um dos países com o setor de hotelaria que mais reclama da concorrência do Airbnb, especialmente. Serviço de coleta de impostos na hora da reserva ou para o senhorio já acontecem em algumas cidades dos Estados Unidos, além de Paris e Amsterdã.

Você já ficou em um quarto do Airbnb? Deu tudo certo? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: