A polícia espanhola investiga os autores de mensagens divulgadas nas redes sociais com ofensas às vítimas do acidente do avião da Germanwings, que caiu na França na terça-feira e matou as 150 pessoas a bordo. Uma das mensagens denunciadas no Twitter afirmava: "Se eram todos alemães e catalães, onde está a tragédia?".

O ministro do Interior ordenou que unidades especializadas da polícia investiguem as mensagens. "Além de uma tremenda crueldade, podem constituir crimes", afirmou o secretário de Estado para a Segurança, Francisco Martínez. "Não é a primeira vez que as redes sociais são portadoras de mensagens de ódio", disse, ao recordar que o código penal espanhol prevê sanções para este tipo de atos.

Várias mensagens insultavam os catalães, alvos tradicionais de ataques na Espanha. Um tuíte publicado na terça-feira dizia: "Tomara que sejam todos catalães os mortos no acidente do avião que voava entre Barcelona e Dusseldorf". Nesta quarta-feira, a conta responsável pela mensagem aparecia como "suspensa".

O acidente com o Airbus A320 nos Alpes franceses provocou a morte das 150 pessoas a bordo da aeronave. Entre as vítimas estavam pelo menos 72 alemães, segundo a Germanwings, e 51 espanhóis, segundo o governo de Madri.

MadriEspanha

Via EmResumo

Cupons de desconto TecMundo: