A presidente Dilma Rousseff prestou condolências na tarde de ontem (23) ao escritor Ariano Suassuna, que faleceu nesta semana. Considerado um dos nomes mais importantes da literatura do país, Suassuna foi autor de obras como “Auto da Compadecida” e “A Pedra do Reino”.

Ao citar o nome do autor, a presidente digitou “Suassuana” em vez de “Suassuna”, em duas ocasiões, o que despertou uma série de comentários dos seguidores com relação ao erro de grafia. “Suassuana (sic) foi capaz de traduzir a alma, a tradição e as contradições nordestinas em livros como Auto da Compadecida e A Pedra do Reino”, escreveu a presidente.

Anteriormente, Dilma Rousseff havia escrito ainda outro tweet, também grafando de forma errada o nome do autor. “O Brasil perdeu hoje uma grande referência cultural, Ariano Suassuana (sic)”. No último tweet sobre o assunto, entretanto, o nome do escritor foi grafado de forma correta.

Cupons de desconto TecMundo: