Apesar de todos os focos das redes móveis serem direcionados ao 4G LTE, há outras tecnologias muito mais avançadas sendo estudadas em laboratórios de todo o mundo. Um grande exemplo é a Ericsson, que trabalha com sistemas de transmissão sem fio em outras faixas de frequência — já trabalhando com o que pode ser chamado de 5G, por fazer parte de uma geração superior às atuais.

Na última terça-feira, a Ericsson conduziu um teste bem interessante. Utilizando transmissores de redes móveis, as conexões chegaram à velocidade de 5 Gbps — 250 vezes mais veloz do que os padrões das conexões 4G LTE atuais. Mas é bom não se animar muito com a qualidade dessas transmissões, uma vez que há pouquíssimas chances de vermos alguma conexão 5G funcionando comercialmente antes de 2020.

Quando estiver disponível, a transmissão 5G deve equipar não apenas computadores e smartphones, mas também beneficiar sistemas automotivos — como o Android Auto e o CarPlay —, equipamentos médicos e muitos outros eletrônicos. Segundo a própria Ericsson: “Se a LTE era sobre todo mundo conectado, a 5G vai ser sobre tudo conectado!”.

Cupons de desconto TecMundo: