(Fonte da imagem: Roger Cheng/Cnet)

O conceito de Internet das coisas (ou Internet of things, no termo original em inglês) pode até ser algo recente, mas já se mostra promissor – ao menos na visão de John Chambers, diretor-executivo da Cisco, que acredita que ela irá movimentar cerca de US$ 19 trilhões (sim, trilhões) até a próxima década. 

Falando durante a Mobile World Congress, o executivo também disse que a Internet das coisas potencialmente terá de cinco a dez vezes o impacto social se comparado à própria internet.

Para ilustrar essa questão, Chambers disse que, quando a Cisco foi criada, em 1984, mil aparelhos estavam conectados à internet. Esse número ultrapassou 10 bilhões em 2010, e para ele essa quantia deve superar 50 bilhões de dispositivos em 2020.

Entendendo a coisa 

O conceito de Internet das coisas parte do pressuposto de que um aparelho com conexão à internet pode ter acesso à rede e se comunicar com outros dispositivos. Uma possibilidade, por exemplo, seria a opção de utilizar o seu smartphone para controlar um termostato inteligente instalado em sua casa.

Cupons de desconto TecMundo: