A famosa filha de Renato Gaúcho, Carol Portaluppi. (Fonte da imagem: Reprodução/Clickbs)

Ter um celular roubado, independente do modelo ou da marca do aparelho, sempre é algo complicado. Afinal de contas, você deve ter batalhado para poder comprar aquele gadget, sendo que informações completamente pessoais ficam nas mãos do ladrão — e é exatamente este o caso de Carol Portaluppi, mais conhecida como a filha de Renato Gaúcho, o ex-jogador de futebol.

A garota, que estuda Comunicação Social no Rio de Janeiro e que já é considerada símbolo sexual por alguns dos amantes do futebol, teve o seu smartphone roubado. O problema é que havia fotos íntimas salvas no aparelho, de modo que a pessoa que está — ou estava — com o gadget acabou divulgado estas imagens na internet (os arquivos começaram a circular pela web nesta segunda-feira, dia 9).

Uma “olhadinha” bem séria...

Ao contrário do que muita gente pode imaginar, Portaluppi tirou essas fotografias depois de uma cirurgia de implante de silicone nos seios — muito provavelmente para avaliar o trabalho realizado, tanto que foi afirmado que ela ainda está com os curativos necessários. Apesar de essas informações estarem disponíveis, não se sabe quantas imagens foram disseminadas.

Logo que o vazamento foi constatado, Carol foi até a polícia carioca registrar queixa, já que o caso se encaixa dentro da “Lei Carolina Dieckmann”. Dessa maneira, qualquer pessoa que disseminar as fotografias da garota (e acabar não respeitando a privacidade dela) pode ser processado, respondendo de forma criminal por este ato.

De acordo com informações de diferentes fontes nacionais, a garota está bem triste e abalada com toda essa história, assim como acontece com toda a sua família — o advogado da família, Ricardo Brajterman, chegou a afirmar que ela não para de chorar.

Cupons de desconto TecMundo: