(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Se você acompanha notícias sobre avanços tecnológicos, sabe que um dos próximos passos na evolução dos computadores é a computação quântica. Dessa maneira, as máquinas do futuro passariam a ser mais rápidas, além de contar com uma capacidade de armazenamento e processamento de dados maior.

Agora, os cientistas do Laboratório Nacional de Los Alamos podem ter desenvolvido a internet do futuro. Os responsáveis pelo projeto já utilizam esse possível substituto há dois anos, com o objetivo de testar o seu funcionamento — e, como algumas pessoas podem ter imaginado, esse novo “produto” é conhecido como internet quântica.

Segurança em um novo nível

Toda vez que alguém tenta medir um objeto quântico, o alvo de estudo se altera — ou seja, é impossível de ser medido. O pessoal de Los Alamos conseguiu aplicar essa característica a uma rede, fato que “turbinou” a segurança deste tipo de conexão e tornou a interceptação de mensagens simplesmente impossível.

O problema é que essa característica também possibilita a comunicação apenas entre dois pontos, de modo que uma terceira pessoa, por exemplo, receberia dados ininteligíveis. No entanto, os pesquisadores conseguiram utilizar um roteador, possibilitando a transmissão de dados entre partes variadas.

Contudo, o único problema é o fato de que toda a segurança fica por conta da central que cuida do roteador. Com isso, qualquer problema nessa área deixaria a rede completamente exposta. Por conta disso, só podemos esperar que as pesquisas futuras consigam resolver mais essa brecha.

Cupons de desconto TecMundo: