Cabos submarinos do Mediterrâneo. (Fonte da imagem: Reprodução/Facebook)

As interrupções e falhas nos serviços de conexão com a internet registradas na última semana em algumas partes da África e da Ásia podem ter um denominador comum: hoje (28), três mergulhadores foram presos. De acordo com a Guarda Costeira egípcia, o trio estava cortando um cabo submarino de internet – explicando assim as “diversas quedas de sinal da semana passada”, segundo um operador de cabos da SEACOM (companhia africana de internet).

A patrulha marítima do Mediterrâneo que realizou a operação não forneceu mais informações à imprensa. O pronunciamento oficial dos policiais ficou restrito apenas a um comunicado publicado via Facebook: “As forças armadas frustraram uma tentativa de sabotagem e prendeu três mergulhadores enquanto cortavam um cabo submarino”.

Desde sexta-feira (22), os internautas têm reportado conexões extremamente lentas por todo o Egito. Mark Simpson, CEO da SEACOM, disse também há uma semana que agressões externas aos cabos poderiam estar causando os problemas. “Um navio pode ter soltado um âncora sobre eles [cabos]”, sugeriu Simpson. Agora, com a causa das falhas conhecidas, “os serviços deverão ser restaurados até a noite de quarta-feira [03/04]”, disse a Egypt Telecom (empresa de telecomunicações do Egito).

Cupons de desconto TecMundo: