(Fonte da imagem: Reprodução/Unified Network Services)

Nos primórdios, a conexão discada era a forma que as pessoas usavam para se conectar à internet. Baixa velocidade, instabilidade e taxas consideravelmente altas na conta do telefone eram sinônimos da conexão. Agora, estudos de mercado indicam que a internet discada está com os dias contados no Brasil.

Segundo pesquisas do Ibope e do CETIC.br, os brasileiros estão cada vez mais optando pela conexão por banda larga, mesmo que isso não se converta em alta velocidade. De acordo com analistas do CETIC.br, o acesso mais básico está sendo o 3G, que teve um aumento na sua adesão desde 2011. O número de domicílios com acesso ao 3G em 2011 foi de 18%, enquanto a conexão discada ficou com 10% das casas com internet.

O aumento do uso da conexão móvel ocorreu por conta da velocidade superior à discada, assim como algumas desigualdades regionais. Em alguns estados brasileiros, a banda larga tem um preço elevado por problemas de infraestrutura, que reduzem a sua eficiência.

O aumento em diferentes tipos de conexão também está relacionado ao crescimento do poder aquisitivo da classe C, que conseguiu comportar um acesso à internet melhor ao seu orçamento. Isso diminuiu o uso da conexão discada, que deve ficar cada vez menor no país. 

Cupons de desconto TecMundo: