Ouya: um dos projetos mais bem-sucedidos do Kickstarter (Fonte da imagem: Reprodução/Kickstarter)

O conceito do Kickstarter é realmente muito interessante, principalmente por ajudar desenvolvedores com uma boa ideia a tirar um projeto do papel e transformá-lo em realidade. O sucesso da plataforma foi tanto que seus próprios criadores tiveram de olhar para o que estava acontecendo para explicar alguns pontos.

Em uma postagem em seu site oficial, Perry Chen, Tancey Strickler e Charles Adler — criadores do serviço — vieram a público para relembrar que, apesar de toda a repercussão dos projetos propostos em sua página, isso não faz do Kickstarter uma loja. Segundo eles, a proposta do site sempre foi colocar criadores e possíveis consumidores em contato para viabilizar iniciativas que dificilmente chegariam ao mercado da forma tradicional.

A preocupação em evitar essa impressão equivocada do serviço é tanta que os próprios desenvolvedores terão de aceitar uma nova política de participação caso queiram entrar, de fato, na ideia de criação colaborativa proposta. É o chamado Riscos e Desafios.

O que muda?

Como o próprio nome sugere, trata-se de uma forma de demonstrar ao público que aquele projeto ainda não está concluído e que há obstáculos a serem vencidos. Então, caberá ao usuário analisar as propostas apresentadas antes de contribuir com a produção do item em questão. Segundo os cofundadores do Kickstarter, trata-se de uma maneira mais honesta e aberta do público encarar o processo de criação.

Project Eternity é uma das estreias no Kickstarter (Fonte da imagem: Reprodução/Kickstarter)

Por outro lado, o processo de aceitação de novas iniciativas também foi revisto. A partir de agora, simulações e renderizações de produtos estão proibidas, pois a ideia é exibir o funcionamento real da novidade. Com isso, os criadores do serviço querem evitar que pessoas mal-intencionadas usem da boa fé dos demais usuários para prometer algo que não será cumprido.

Outro ponto é que as recompensas não poderão mais ser feita em lotes, ou seja, a bonificação pela contribuição só poderá ser feita em itens unitários ou em pequenas quantidades quando a proposta do item achar necessário.

As mudanças de política já estão valendo e, de modo geral, vão afetar de maneira bem menos impactante o pessoal que quer apenas contribuir. Por outro lado, agora as chances de você ser enganado entre a promessa e o que vai ser realmente entregue estão bem menores. No fim das contas, uma mudança que vai trazer melhorias para todos.

Fonte: Kickstarter

Cupons de desconto TecMundo: