A preocupação com o meio ambiente vem se tornando mais comum por parte da indústria automotiva. Para colaborar com a redução de poluentes, várias marcas começaram a desenvolver novas formas de diminuir o consumo de combustível.

Depois da Fiat e da GM, a Volkswagen anunciou o Polo BlueMotion como o primeiro carro da empresa a entrar no mercado brasileiro com uma tecnologia nesse sentido, a qual nome é referência à utilização do Diesel nos três principais carros da empresa na Europa: Passat, Golf e Polo.

Inovações

Conjunto de mudanças que diminuem a emissão de poluentes na atmosfera.O conceito do BlueMotion reúne diversos avanços capazes de reduzir o consumo de combustível e a emissão de poluentes dos automóveis. Ele foi lançada na Europa em 2006 e consiste na mudança de três componentes: motor, aerodinâmica e transmissão. Porém, a tecnologia utilizada no Brasil traz apenas novidades em relação aos dois últimos itens.

Aerodinâmica

Para quem já acompanha as disputas dos carros super velozes da Fórmula 1 ou da Stock Car, sabe que o formato da carroceria do carro não é simplesmente estético, pois cada alteração aerodinâmica reflete na estabilidade do carro.

Pensando nisso, o visual do Polo sofreu algumas alterações que melhoram o desempenho do carro nas estradas. A grade frontal do Polo (onde fica a logomarca da empresa) foi quase que totalmente tampada para reduzir a entrada de ar nesse local.

Um visual diferente que traz melhorias no bolso.

O carro também ganhou um spoiler dianteiro e alongou o aerofólio traseiro que ficava na parte de cima do vidro do porta-malas. Dessa forma, foi formada uma espécie de moldura em torno desse vidro que dá mais estabilidade para o carro.

A penetração aerodinâmica também foi melhorada através do rebaixamento da suspensão, o que gera menos turbulência por onde o carro passa.

Todas essas alterações permitiram reduzir o coeficiente aerodinâmico (resistência ao ar) de 0,35 cx para 0,31 cx. Assim, a redução na resistência natural do ar exige menos esforço do motor e, consequentemente, diminui o consumo de combustível.

Pneus ecológicos

Melhorias no meio ambiente se refletem em todo o mundo.Além das mudanças visuais e aerodinâmicas, o Polo sofreu mudanças na composição dos pneus. A empresa começou a utilizar modelos mais estreitos e menores que são fabricados com sílica, que diminui o atrito com o piso sem perder a aderência.

As rodas também sofreram mudanças: elas receberam rodas de liga de alumínio que diminuem o peso total do veículo. Assim, o motor necessita de menos esforço para tracionar e, consequentemente, diminui o consumo de combustível.

Alterações internas

A redução de consumo no combustível não é o único trunfo da tecnologia BlueMotion. Na Europa, a Volkswagen também fez modificações substanciais em relação à tecnologia utilizada nos motores, o que não foi feito aqui no Brasil - pelo menos por enquanto. 

A redução de 15% no consumo de combustível não é pouca coisa, mas poderia ser melhor. Com as tecnologias desenvolvidas na Europa, a redução nas emissões de poluentes chega a ser de 20%. Isso acontece devido à utilização do silencioso motor turbodiesel com sistema de injeção “common rail”, que melhora a potência sem aumentar o consumo de combustível.

Assim, a tarefa das montadoras brasileiras foi manter o motor 1.6 VHT do Polo e fazer apenas alterações mecânicas e eletrônicas em seu interior, como a reprogramação do gerenciamento da injeção eletrônica e o alongamento das marchas.

Poucas unidades

A Volkswagen está lançando uma quantia limitada de carros com essas modificações. São 300 unidades para testar a aceitação do público no Brasil. Além do Polo, a montadora também pretende usar essa tecnologia nos modelos compactos Gol e Fox.

Alterações no visual feitas para melhorar a aerodinâmica.

Alguns críticos acharam que as modificações aerodinâmicas tornaram o visual do Polo “diferente” - para não dizer feio. Porém, em um mundo em que o preço do combustível sobe assustadoramente e a poluição nas cidades é cada vez mais intensa, a estética deve ficar em último plano. O bolso e o meio ambiente agradecem.

Cupons de desconto TecMundo: