Caros usuários do Baixaki, este artigo que você começa a ler é um pouco diferenciado. Queremos iniciar um debate sobre como o brasileiro está usando a internet. Fato é que a grande rede virou parte da vida das pessoas da geração que vivemos. Queremos então abrir a discussão: quanto a internet faz parte do seu dia a dia e quais são os benefícios e os malefícios deste hábito que parece cada vez mais inevitável?

Uma pesquisa do IBOPE publicada no último dia 21 de agosto mostra que a internet cresceu 10% no Brasil em julho anterior, com o número de usuários com algum tipo de acesso à internet chegando a 64,8 milhões de pessoas.

A pesquisa mostrou que o tempo de navegação também aumentou. Um usuário brasileiro passa em média 71h30m por mês na internet, sendo que 48h26m dessas contabilizam somente navegação por páginas. O restante envolve o uso de programas online como comunicadores instantâneos e programas de compartilhamento.

Isso faz do Brasil o país campeão em número de horas online, à frente de Estados Unidos (67h33m) e Reino Unido (59h56m), por exemplo. Tanto em tempo total de navegação, como em tempo usado somente em páginas, não tem pra ninguém. O mundo virtual brasileiro é o mais intenso do planeta.

Esse dado revela algo que pode ser considerado até paradoxal: a quantidade de acesso à internet não é necessariamente um indicativo de desenvolvimento. Os japoneses, por exemplo, passam menos horas por mês na internet do que os brasileiros, assim como alemães e suíços.

 

  • Até 1 hora
  • Até 2 horas
  • Até 3 horas
  • Até 4 horas
  • Mais que 5 horas

De onde o brasileiro acessa?

O brasileiro é o usuário que mais passa tempo conectado.Como você já viu, o número total de pessoas com algum tipo de acesso à internet chega a 64,8 milhões. Isso inclui indivíduos com mais de 16 anos com condições de acessar a internet de casa, do trabalho, da escola, em uma LAN house, biblioteca ou telecentro, por exemplo, além da navegação por celular também.

O número de pessoas com acesso à internet em casa ou no trabalho é de 44, 5 milhões, enquanto 40,2 milhões de pessoas moram em residências com um computador com acesso à internet. O número de usuários residenciais ativos chegou a 27, 5 milhões de pessoas. E é em casa que o brasileiro passa o maior tempo conectado: 30h13m por mês, em média.

Aqui se estabelece uma relação entre o conforto de casa com o acesso à internet. É de se imaginar, uma vez que a conta da LAN house ficaria alta com tantas horas. Da mesma maneira, o trabalho limita a quantidade de acesso simplesmente pelo limite do expediente, obviamente, assim como escolas e telecentros. Em casa, não há um limite estabelecido. A internet está lá, e é o usuário que define as condições. Não há conta a pagar depois, não há horário de entrada e saída, não há chefe.

 

  • De casa
  • Do trabalho
  • LAN House
  • Outro

Qual o tipo de conteúdo?

As categorias que mais cresceram na internet no Brasil, com base no tempo de navegação por pessoa, são Entretenimento (13,3%), Buscadores, Portais e Comunidades (10,8%) e Serviços de Internet (9,5%). O que “prendeu” o internauta na internet foram sites de redes sociais, comunicação e entretenimento. É o que afirma José Calazans, analista de mídia do IBOPE Nielsen Online. 

 

  • Redes sociais, vídeos, entretenimento
  • Jogos online
  • Trabalho e educação
  • Compras online
  • Informação

Isso é bom ou ruim?

Algo de extrema importância é deixar claro que a internet não é a vilã desta história. Por se tratar de uma ferramenta, os benefícios e os malefícios dela são determinados pelo tipo de uso que se faz. Ora, toda a equipe do Baixaki utiliza a internet como um aspecto da vida, o trabalho. Isso quer dizer que nem sempre o aparente uso excessivo da internet caracteriza uma dependência.

Participe da discussão: acessar a internet excessivamente é ruim?Com esses dados, é inevitável pensar se este “título” é vantajoso para o Brasil e, mais ainda, para os brasileiros. Por um lado, é extremamente positivo o fato de que cada vez mais pessoas têm condições de se conectar. Por outro lado, é inevitável pensar: o fato de poder se conectar significa aproveitar tudo que a internet oferece de bom?

Por exemplo, quando uma pessoa passa muitas horas do seu dia no trabalho e pensa com muita frequência no trabalho quando não está trabalhando, isso pode ser considerado dependência. Quando a pessoa nega a dependência, é mais um sinal de que há um problema. Isso também pode ser aplicado, sim, ao uso do computador.

O número de horas pode ser um indicativo de que há um exagero no uso da internet, mas não é o único. A questão é saber se o tempo gasto na internet atrapalha outros aspectos da vida social do usuário. Não deixe de ler o artigo Vício e dependência de computador e internet para saber mais sobre o assunto.

Por que?

É difícil responder "na lata" que o brasileiro acessa muito a internet por um motivo específico. É por isso que o Baixaki quer debater com você, caro visitante. Não deixe de participar desta discussão. Por que você usa a internet? Você passa muitas horas conectado? Por que você acha que o brasileiro gosta tanto da internet? E, mais importante, quais são os aspectos positivos e negativos desses números?

Não deixe de participar. Vamos manter uma discussão saudável, sempre respeitando a opinião dos outros para tentar, ao menos, encontrar o que faz a internet tão popular no Brasil.

Cupons de desconto TecMundo: