5 fatos que você precisa saber antes de se tornar um streamer

3 min de leitura
Imagem de: 5 fatos que você precisa saber antes de se tornar um streamer

Texto feito em parceria.

Uma vida de streamer famoso é a aspiração de muitos jovens que estão começando ou pretendem criar conteúdos em plataformas como a Twitch. Mas o que você sabe sobre esse universo? Do dia a dia, das possibilidades ou até mesmo da produção de conteúdo em si?

Para ajudar a tirar suas dúvidas e definir se esse é mesmo seu caminho, listamos cinco informações que você precisa saber antes de se tornar um streamer, além de apresentar dicas de como você deve se preparar para se manter na carreira. Confira!

1. Qual plataforma escolher?

betway(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Se você já pensou em ser streamer, já deve ter analisado a possibilidade de começar a criar conteúdo na Twitch, a maior plataforma do ramo, com mais de 7,57 milhões de streamers ativos em dezembro de 202, segundo o artigo da Betway, site de esport bets. Como se não bastasse, ela continua em crescimento, pois, somente nos 2 primeiros meses de 2022, houve um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Entretanto, não podemos deixar de considerar que existem outras plataformas que estão tentando aumentar o número tanto de criadores de conteúdo como de usuários ativos. Ainda não são tão expressivas como a “plataforma roxinha”, e é por isso mesmo que você tem uma chance de se destacar como um streamer iniciante. Algumas das boas opções são o YouTube Gaming e o Facebook Gaming.

2. Como produzir conteúdo?

Hoje, o streaming é muito mais do que apenas jogar. O TheDarkness, um dos 60 streamers mais influenciadores do Brasil atualmente, contou à Betway que tudo começou como diversão, mostrando nas lives como era a vida dele fora das câmeras. Segundo ele, aconteceu de maneira natural, conversando com a sua audiência com proximidade ou, nas palavras dele, “como se fossem seus primos”.

Esse é um tipo de conteúdo que tem agradado, a categoria just chatting, que é caracterizada pelos bate-papos ao vivo e representa 13% de todas as lives deste ano até então. Nela, basta você entender muito bem a sua audiência e aquilo que você quer falar para criar conteúdo de maneira natural. A dica é ser o mais original possível.

betway(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

3. Como aumentar meu número de inscritos?

“Não tem outro jeito, se você quer ser visto, precisa divulgar”, apontou outra dica importante do TheDarkness em entrevista à Betway. Acha que algo ficou legal? Envia nos grupos no WhatsApp e publica no Facebook, coloca no TikTok, no Reels do Instagram, mostra para todos que você conhece e pede para todo mundo compartilhar.

Você precisa vender o seu conteúdo. Então, esteja presente onde a sua audiência está, marque os streamers, apresente-se. Afinal, seus primeiros inscritos não vão aparecer só porque você fez uma live, eles precisam saber de você e o que você faz. Nesse momento, mantendo o bom senso, vale tudo!

4. Do que eu preciso para ser um streamer?

Um conteúdo bem produzido e de qualidade é muito importante, mas isso não significa necessariamente ter as melhores webcams, um estúdio completo com cadeiras, fones e todo o aparato gamer sofisticado.

Se ser um streamer é mesmo o seu sonho, você pode começar como muitos outros, usando apenas seu celular. Você deve cuidar com o som e a imagem, dentro das suas possibilidades, e mostrar um conteúdo que as pessoas queiram assistir. A estrutura pode ir aumentando depois, como o TheDarkness aconselha aos leitores da Betway.

betway(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

5. De que modo é possível se profissionalizar como streamer?

Ser streamer é um sonho para muitos, mas o início é desafiador. O TheDarkness explica que o ideal é conciliar com outro trabalho, mesmo que, para isso, você tenha que fazer menos horas de streaming, pois muitas vezes é difícil começar já pagando as contas.

Na mesma entrevista à Betway, a streamer BelaBM concorda, afinal, teve que conciliar um emprego formal com a vida de streamer, além da vida pessoal. Ela explica que hoje já consegue um pouco de equilíbrio, mas, por vezes, precisou de outra renda.

Após se tornar um streamer famoso, é possível viver apenas disso, e esse pode ser o sonho de muitos, mas, enquanto isso não ocorre, com pouca monetização e sem patrocínios, fica mais difícil.

Isso se complica especialmente por não existir vínculo empregatício com a plataforma de transmissão, então você vai precisar fazer lives mesmo com dor de cabeça, por exemplo, relata BelaBM.

A vida de streamer pode parecer encantadora e confortável, mas no começo é um pouco diferente, você precisa divulgar, criar um público, manter-se financeiramente de outras formas e ser profissional. Assim que vencer esses obstáculos e ficar famoso, sua carreira pode ser muito promissora.