Telegram é liberado no Brasil após cumprir ordens de Moraes

1 min de leitura
Imagem de: Telegram é liberado no Brasil após cumprir ordens de Moraes
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

No final da tarde deste domingo (20), o Telegram foi liberado no Brasil e não corre mais o risco de ser suspenso no país. A decisão do ministro Alexandre de Moraes diz que a plataforma cumpriu todas as determinações do Supremo Tribunal Federal (STF).

A polêmica começou na última sexta-feira (18), quando Moraes anunciou a decisão de bloquear o Telegram no país após um pedido da Polícia Federal (PF) ter sido ignorado pelo aplicativo. A operação tinha como objetivo excluir perfis que disseminavam notícias falsas no app.

No sábado (19), Moraes estabeleceu um prazo de 24 horas para que a plataforma cumprisse as determinações. Pouco antes do fim do prazo, o ministro proferiu uma nova determinação:

"Considerado o atendimento integral das decisões proferidas em 17/3/2022 e 19/3/2022, revogo a decisão de completa e integral suspensão do funcionamento do aplicativo, proferida em 17/3/2022"

Apesar da repercussão do caso, o Telegram não foi completamente suspenso no país, mas a previsão era de que um bloqueio em massa acontecesse a partir desta segunda-feira (21).

A lista de exigências do STF incluia a indicação de um representante oficial do Telegram no Brasil, o esclarecimento das medidas adotadas pelo app no combate à desinformação, a exclusão imediata dos links no canal oficial do presidente Jair Bolsonaro e o bloqueio do canal Claudio Lesa, além do fornecimento dos dados cadastrais da conta.

Fontes