Imagine a seguinte situação: você instala o Windows no seu PC ou compra um computador novo. Sua primeira atitude é instalar drivers, programas e depois entrar no Baixaki para procurar um antivírus. Nas suas buscas, você lê alguns artigos de avaliação de antivírus, lê os textos das páginas de download e faz a sua decisão. Instalado o antivírus, você esquece que ele existe e continua sua vida normalmente, quando de repente PIMBA! Seu computador pára de funcionar direito, fica lento, reinicia sozinho, fecha programas sem você mandar, rouba suas senhas, enfim, fica totalmente indisciplinado, esquecendo da educação que foi dada a ele na fábrica.

O problema relatado é muito mais comum do que deveria, dado que existem milhões de fontes na internet (o Baixaki inclusive) que ensinam o bom uso dos antivírus e do computador, para evitar que ameaças entrem e façam a festa, deixando você com o salão emporcalhado para limpar. O fato é: o antivírus precisa da atenção contínua do usuário, pois mesmo que se tenha o máximo cuidado, não há garantia de que o melhor programa antivírus seja capaz de proteger o usuário contra pragas virtuais. O tema deste artigo é justamente esse, ou seja, o grau de confiança que você pode ter nos programas de segurança e dicas para não ter dores de cabeça.

Não se torne alvo fácil.

A redação do Baixaki consultou quem entende muito bem do assunto. Daniel Ricardo Ferreira, analista de TI especialista em infraestrutura de redes Windows, concordou em conversar conosco e deu sua opinião sobre os programas antivírus, que carregam a imensa responsabilidade de nos proteger do mal proveniente principalmente da internet. Fizemos poucas perguntas, mas tivemos muitas respostas — e algumas delas, apesar de instrutivas, não foram nada reconfortantes.

A resposta que queríamos (ou não)

A primeira questão que levantamos foi a que dá título ao artigo, e a resposta foi categórica: SIM. Por mais que o antivírus não encontre nenhuma ameaça, seu computador pode estar infectado. Em outras palavras, por mais que você tenha um ótimo sistema de segurança na sua casa, o bandido pode conseguir entrar e levar embora coisas importantes. No caso específico do mundo virtual, entenda por coisas importantes seus dados bancários, entre outras informações pessoais extremamente perigosas quando caem em mãos erradas, além da integridade do sistema operacional, programas instalados e arquivos diversos.

Seu computador pode ter vírus mesmo que o antivírus não encontre nenhum.

Um exemplo de infecção é quando há um novo tipo de praga que, por motivo de falta de atualização ou mesmo má qualidade, seu antivírus não detecta. Sendo assim, existem alguns hábitos que devem ser mantidos por TODOS os usuários, pois é a única maneira de garantir que a sua máquina permaneça limpa. Veja-os abaixo.

Central de Segurança.1. SEMPRE faça as atualizações do seu sistema operacional. O ideal é configurar as atualizações do Windows para o modo automático, em um horário que você tenha a certeza de que a máquina estará ligada. Se uma atualização for liberada, instale-a IMEDIATAMENTE, pois a atitude “vou deixar para depois” deixará sua máquina à mercê das pragas.

2. SEMPRE atualize as definições de vírus do seu antivírus. Todos os dias surgem novas ameaças e, portanto, seu antivírus deverá ser atualizado quase que diariamente, pois as vacinas para as novas ameaças não tardam a chegar através do sistema automático de atualização.

Cuidado com o SPAM.3. NUNCA ignore um aviso do seu antivírus quando ele informa que as definições de vírus estão desatualizadas.

4. Pode parecer repetitivo, pois já comentamos em outros artigos, mas NUNCA faça downloads de fontes desconhecidas ou suspeitas, nunca clique em anexos ou links em emails. Pode parecer exagero, mas seja rigoroso: sempre pergunte ao remetente se foi ele mesmo que enviou o link, a foto, a música, o documento, etc.

5. Execute periodicamente a famigerada varredura completa. Não é por ser muito chato que o seu antivírus fica o tempo todo avisando que nunca foi feita uma verificação completa ou ela foi feita há muito tempo. Ele faz isso por que é uma atitude essencial, que deve ser tomada para procurar eventuais ameaças que possam ter entrado sem serem detectadas. Se você não consegue ficar longe do PC, agende no antivírus um horário em que você não esteja em casa ou esteja dormindo.

Diferentes remédios para diferentes doenças

Existem vários tipos de ameaça virtual. Para cada uma delas, é indicado um tipo diferente de ferramenta de remoção. Vírus, cavalos-de-tróia, worms e espiões são facilmente detectados pela maioria dos programas disponíveis – diz nosso especialista -, “um deles é o excelente Kaspersky Virus Removal Tool. Ele reúne uma série de ferramentas de remoção das pragas mais ativas e trabalha independentemente do seu antivírus”, ou seja, além de possuir um bom antivírus instalado, como o próprio Kaspersky, o Avira ou o Avast, é imprescindível que você procure ferramentas específicas para determinados tipos de ameaças.

“O Kaspersky Virus Removal Tool é apenas uma ferramenta de remoção e não é capaz de proteger o seu computador contra infecções.” Ou seja, não dispensa a utilização de um bom programa antivírus.

Outros tipos de pragas são os rootkits e os hijackers, que modificam o sistema operacional e infectam arquivos do sistema, como DLLs, por exemplo. Isso torna muito difícil a detecção e remoção. Daniel, nosso entrevistado, dá a dica: “caso o seu computador apresente alguma anomalia mesmo após as atualizações do seu antivírus e do sistema operacional, procure um técnico especializado. Ferramentas como o Kaspersky Virus Removal Tool podem localizar parcialmente alguns tipos de rootkits, mas não são capazes de remover esse tipo de praga.”

Procure um técnico especializado.

No caso específico dos hijackers, que são pragas que roubam informações pessoais do usuário, como senhas de banco e cartões de crédito, mesmo após a detecção e desinfecção através do programa antivírus, é extremamente recomendável que seja feita uma formatação completa no sistema. Leve sua máquina para um técnico e exija que seja feito um backup de dados cruciais e a formatação completa do HD, além de uma verificação adicional nos arquivos do backup.

Alguns bancos exigem em cláusulas contratuais que o usuário formate o computador depois de uma infecção que causou roubo de dados e transferência indevida de fundos da conta. Só assim eles podem garantir que devolverão o dinheiro da vítima. Portanto, fique ligado: leia os contratos de utilização do internet banking do seu banco, pois em caso de roubo de dados, além de perder dinheiro, você pode ter uma bela enxaqueca ao tentar recuperá-lo.

Posso confiar no meu antivírus?

NENHUM antivírus é 100% confiável, mas existem soluções muito competentes. Seja usando produtos gratuitos, como o Microsoft Security Essentials, ou pagas como o Kaspersky Antivirus, não se pode responsabilizar totalmente o antivírus por problemas no computador” – complementa Daniel. Falhas não corrigidas no sistema operacional podem fazer com que o antivírus não seja atualizado corretamente, assim como um antivírus com problema pode fazer com que o computador pare de aplicar as correções baixadas. Por isso a importância das atualizações e do cuidado com todo tipo de arquivo, email ou link desconhecido. Nosso especialista emenda: “um pouco de malícia também ajuda, já que diversos ataques se aproveitam de simples técnicas de engenharia social, como atrair o usuário desatento com notícias sensacionalistas, pornografia ou conteúdo relacionado a datas comemorativas.”

“Utilizar mais de um antivírus ao mesmo tempo não é recomendado, pois os dois produtos vão competir pelo controle do computador e torná-lo muito lento. No entanto, é possível deixar a proteção em tempo real de apenas um deles desativada para que só o outro monitore o sistema. Dessa forma, um produto complementaria o outro, utilizando a varredura do segundo antivírus para eliminar possíveis ameaças restantes da verificação do antivírus padrão do sistema. Essa opção é bastante radical e só deve ser utilizada por técnicos especializados e usuários familiarizados com a instalação e configuração de softwares antivírus.”

Considerações finais

Tenha disciplina. O ditado “o computador reflete a personalidade do dono” é totalmente verdadeiro, ou seja, se você não se organizar, seu computador será uma bagunça. Se você não cuida da sua própria segurança, provavelmente seu computador será um parque de diversões de vírus. Se você clica em tudo o que aparece no seu email, MSN ou Orkut, é melhor ter um fundo de reserva para pagar o técnico periodicamente para limpar a bagunça.

Organize a casa.

Por fim, “a parte mais sensível do nosso corpo é o bolso” e, portanto, deve-se tomar especial precaução no caso dos bancos. NUNCA clique em emails recebidos de bancos, pois eles certamente são falsos. NENHUM banco solicita recadastramento, senhas ou qualquer tipo de dado através de email. Eles possuem sistemas próprios de aviso e é nestes sistemas que você deve confiar.

Cupons de desconto TecMundo: