YouTube doa R$ 2,5 milhões para projetos de educação do UNICEF

1 min de leitura
Imagem de: YouTube doa R$ 2,5 milhões para projetos de educação do UNICEF
Imagem: Divulgação/UNICEF
Avatar do autor

O YouTube anunciou, na última terça-feira (21) uma doação de R$ 2,5 milhões para os projetos Busca Ativa Escolar e Kits de Conectividade do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). As iniciativas buscam enfrentar a exclusão escolar e garantir uma diminuição dos impactos da pandemia em famílias em situação de vulnerabilidade social, respectivamente. Ao menos 30 mil crianças e adolescentes da Amazônia,  Semiárido, territórios indígenas, comunidades Quilombolas e periferias de centros urbanos serão beneficiados.

O YouTube informa que a doação está alinhada aos seus objetivos globais de apoio à educação dos jovens. De acordo com dados da UNICEF, em novembro de 2020, quase 1,5 milhão de crianças e adolescentes não frequentavam a escola, seja remota ou presencialmente. Outros 3,7 milhões estavam matriculados, mas não contavam com acesso às atividades escolares e não conseguiam manter o aprendizado em casa.

Busca Ativa Escolar

O projeto é uma metodologia social e uma plataforma tecnológica gratuita que ajudam governos a identificar, registrar e monitorar jovens fora das escolas ou em risco de abandono escolar. Além disso, os municípios e estados têm acesso a dados para planejar e implementar políticas públicas que buscam garantir o direito à educação

A Busca Ativa Escolar incluí representantes diversas áreas e cerca de 3 mil profissionais serão capacitados no uso da plataforma e da metodologia para matricular e acompanhar mais de 30 mil crianças nas regiões do Semiárido e da Amazônia Legal Brasileira

Kits de Conectividade

A atividade apoia famílias fornecendo acesso à internet e aos itens escolares. O foco dos kits é garantir que os beneficiados tenham os direitos de conectividade garantidos, como acesso a conteúdos educativos, apoio psicossocial e a programas sociais — transferência de renda, alimentação, entre outros.

Os pacotes são customizados e contam também com caderno, publicações sobre habilidades e conhecimentos para a vida e inserção no mercado de trabalho, além de álcool em gel. O UNICEF estima que 200 adolescentes serão impactados

Fontes