Apple e Google removem app de opositor de Putin na Rússia

1 min de leitura
Imagem de: Apple e Google removem app de opositor de Putin na Rússia
Imagem: Kremilin
Avatar do autor

As empresas Apple e Google, responsáveis respectivamente pelas lojas online App Store e Google Play Store, foram acusadas pela oposição política na Rússia de colaborar com uma estratégia de censura por parte do governo.

A acusação parte do grupo político liderado por Aleksei Navalny, que atua em oposição ao presidente Vladimir Putin. Segundo ele, as companhias removeram do catálogo do iOS e Android um aplicativo relacionado às eleições legislativas, que começaram nesta semana no país.

O aplicativo da oposição russa que foi removido das lojas virtuais do país.O aplicativo da oposição russa que foi removido das lojas virtuais do país.Fonte:  TechCrunch 

O aplicativo chamado de "Navalny" não aparece nas lojas virtuais da Rússia e também em outras regiões. Ele é uma espécie de guia eleitoral focado nos adeptos do partido de oposição no país, mostrando pesquisas de opinião e listas de candidatos vinculados.

Por que ele foi apagado?

As autoridades russas consideraram o aplicativo "ilegal" e solicitaram a remoção às empresas, que costumam colaborar com pedidos vindos de governos. Procuradas, as companhias não deram declarações a respeito da acusação.

Principal organização crítica à atual situação política no país, o movimento político de Navalny é considerado "extremista" por Putin, sendo que o próprio Alexei está preso desde janeiro de 2021. Anteriormente, ele teria sido vítima de um atentado por envenenamento, alegando que o governo local foi o autor do ataque.